Notícias

Não baixe nenhum desses 8 aplicativos da Microsoft Store

A empresa de segurança Symantec descobriu 8 aplicativos na Microsoft dos quais todos nós temos que correr… o motivo é que eles são usados para minerar criptomoedas sem o usuário saber. Ou seja, eles mineram as moedas digitais sem autorização do usuário e, como muitos devem saber, essa atividade consome bastante recursos da sua CPU.

Antes de continuar é bom lembrar o que é essa tal de criptomoeda… ela é um meio de troca descentralizado que se utiliza da tecnologia de blockchain e da criptografia para assegurar a validade das transações e a criação de novas unidades da moeda. O Bitcoin, a primeira criptomoeda descentralizada, foi criado em 2009 por um usuário que usou o pseudônimo Satoshi Nakamoto.

Agora que você já sabe o que é essa moeda digital e que sua mineração pode comprometer o bom funcionamento de sua máquina, vamos conhecer os aplicativos que estão lhe enganando:

Aplicativos de mineração de criptografia da Microsoft Store Symantec

Todos esses 8 aplicativos fazem a mineração não autorizada (ou faziam…). Interessante notar que todos eles oferecem funcionalidades que em nada agregam a seus sistema operacional, como por exemplo, esse tal de “Clean Master+”, que não limpa nem otimiza nada. Outros oferecem um serviço irregular, como o FasTube e o Downloader for Youtube Videos, pois, caso você ainda não saiba, a prática de baixar vídeos do Youtube é ilegal e proibida pelo Google, dono do Youtube.

Como eles funcionam e como eles enganaram o crivo da Microsoft Store?

Os aplicativos funcionam carregando secretamente uma página da Web que usa o Gerenciador de tags do Google (GTM) para injetar um script de mineração de criptografia. Todos os aplicativos usavam o mesmo ID de conta do GTM, GTM-PRFLJPX. O GTM é uma ferramenta usada por desenvolvedores da Web, editores e profissionais de marketing para adicionar rastreamento de análise e outros scripts em um site por meio de uma interface amigável.

Muito provavelmente o script fico tão bem escondido que as análises da loja não conseguiram barrar sua aprovação para publicação.

O que a Microsoft fez a respeito?

Resultado de imagem para criptomoedas
Principais criptomoedas do mercado

Logo após ser notificada do problema pela Symantec a Microsoft prontamente retirou todos os aplicativos de sua loja, porém, é sabido que alguns desses apps foram baixados milhares de vezes, então, muita gente pode ter sido afetada, até porque, como sabemos, muitos ainda acreditam na promessa de aplicativo de prometem “limpar” ou Windows ou mesmo “otimizar” a bateria do seu Notebook, promessas essas que nunca são cumpridas. Então, se você ainda tem algum deles instalado, desinstale-o agora mesmo (mesmo sabendo que eles já devem ter sido desativados do lado do servidor).

De qualquer forma, fica aqui o aviso para que a Microsoft aumente o rigor sobre a análise de aplicações desses tipo, especialmente porque coisas assim podem afetar até mesmo o Windows 10 quando o Modo S está ativado, já que elas estavam disponíveis na Microsoft Store. Como ele

Fonte > onmsft

Alexandre Lima
Microsoft MVP Windows Insider, músico, marido, pai, servo do Deus vivo e entusiasta dos produtos e serviços Microsoft. Carpe Diem!