Negócio de nuvem da Microsoft está crescendo quase duas vezes tão rápido quanto a Amazon e o Google está na lanterna

0

Jeff Bezos, CEO da Amazon

A Amazon ainda é a primeira na nuvem, mas, os relatórios de ganhos desta quinta-feira, bem como, os rivais Microsoft e Alphabet, mostram que a batalha está no começo e a concorrência é feroz.

Em uma rara confluência de eventos, as três empresas relataram resultados trimestrais no mesmo dia, dando uma abundância de dados a investidores sobre o mercado da nuvem:

Amazon Web Services é o líder e a única das três empresas que fornecem um número limpo para seus negócios de infraestrutura de nuvem. Receitas da AW, segundo a Amazon, subiram 43% no trimestre para USD $ 3,66 bilhões de dólares. Multiplique isso por quatro, e terá uma taxa anual de USD $ 14,6 bilhões de dólares.

Microsoft ajusta o seu negócio do Azure em uma divisão chamada nuvem inteligente, que inclui vários outros servidores e serviços em nuvem. No total, esse negócio cresceu 11% para USD $ 6,8 bilhões de dólares. Enquanto a Microsoft não mostra a receita do Azure, ele oferece um número de crescimento. No trimestre encerrado em março, as vendas saltaram para mais de 93 por cento. A Microsoft também disse que seu negócio comercial  de nuvem total, agora tem uma taxa anual de USD $ 15,2 bilhões, mas esse negócio também inclui o Office 365, não apenas o serviço de infraestrutura do Azure.

A plataforma de nuvem do Google continua a ser um retardatário e é uma pequena porção de Alphabet (a dona do Google) que a empresa nem sequer mencionou o negócio em seu Press-release . De USD $ 24,5 bilhões de dólares do Google em receita do primeiro trimestre, USD $ 21,4 bilhões de dólares veio da publicidade, ou seja, se você ainda tem alguma dúvida em qual é a principal fonte de renda do Google, agora, não tem mais, é apenas uma empresa de publicidade. No entanto, as vendas no resto da empresa saltaram 50% para US $ 3,1 bilhões, e uma grande parte deste aumento foi claramente ao cloud computing.

Com mais empresas, entidades governamentais e sem fins lucrativos reduzindo o uso dos seus próprios centros de dados e pessoal em favor das operações gigantesca de infraestrutura controladas pelos gigantes da tecnologia, as três empresas estão correndo para angariar grandes contratos e atrair desenvolvedores através da construção de ferramentas de ponta.

“Este espaço é um oligopólio,” disse Trip Miller, fundador da Gullane Capital Partners e um investidor na Amazon. “Ninguém de qualquer tamanho significativo lá fora, consegue entrar na onda porque eles não podem entrar.”

Impressões digitais do AWS estavam por todo o relatório de ganhos da Amazon, com a sigla aparecendo 44 vezes, o que pode revelar um dependência total desse serviço nos negócios da empresa.

De acordo com o Synergy Research Group, a AWS controla 40 por cento do mercado de serviços de nuvem pública a partir do início de fevereiro, comparado com 23 por cento para a Microsoft, IBM e Google combinados.

Fonte: CNBC

Share.

About Author