Nintendo Switch é um console que tem funcionalidade semelhante ao Continuum

0

nintendo-switch-console-img2

A Nintendo anunciou o seu mais novo console de jogos, o Nintendo Switch, e resolveu trilhar um caminho bem diferente dos seus principais concorrente, que são a Microsoft com seu Xbox One e da Sony com seu Playstation 4. Eles estão apostando na mobilidade e não no poder de processamento gráfico.

Desde o começo da guerra dos consoles que a Nintendo nunca quis entrar nessa questão de “quem é o mais potente”. Suas propostas anteriores sempre tiveram foco no entretenimento em geral, sem aquela enorme preocupação que seus concorrentes tem com a máxima qualidade gráfica dos games, e com o Nintendo Switch isso ficou ainda mais evidente.

As principais vantagens desse novo console podem ser resumidas em duas palavras: mobilidade e versatilidade, isso porque o Switch ora pode ser usado como um console mais comum, em sua casa, conectado a sua TV ou Monitor, como também pode ser levado para onde quiser, já que ele vem com uma tela acoplada.

nintendo-switch-console-img4

O Switch é um console modular e até seus controladores podem ser usados de diferentes formas. Tem até um pequeno suporte na unidade móvel para apoiar em superfícies planas e a pessoa pode jogar apenas com um dos lados do controlador, que fica bem pequeno quando usado dessa forma. Eles são chamados de Joy-Con. De toda forma, são ideias muito interessantes, mas não tão originais assim, afinal, o Switch parece ter sido inspirado no NVidia Shield.

nintendo-switch-console-img3

Dentre todas as novidade bem interessante trazidas pelo novo console da Nintendo, a que mais nos chamou a atenção foi justamente a questão da mobilidade aliada a expansão da tela do console. O video game pode ser acoplado a um pequeno módulo que espelha a tela do console em uma TV ou Monitor. Isso lembra alguma coisa? Sim! lembra bastante o conceito do continuum do Windows 10 Mobile.

Claro que o Nintendo Switch não roda Windows 10 e nunca rodará, porém, é notório que o conceito de mobilidade e versatilidade são o futuro. Quem sabe num futuro um pouco mais distante o Xbox One não será mais o Xbox One como o conhecemos hoje, mas sim, pode se transformar em um dispositivo portátil com funcionalidade como o Continuum… indo um pouco mais além, quem sabe um dia ele seja substituído por um smartphone capaz de fazer algo semelhante ao que o Nintendo Switch faz hoje.

Claro que sempre existirão versões tradicionais de consoles, até porque esses portáteis dificilmente terão o poder de processamento dos dispositivos tradicionais e sempre existirá uma comunidade gamer que fará questão de jogos na mais alta definição que for possível, tanto que os games em 4K estão por ai e a Microsoft e a Sony já estão apostando nisso, porém, de uma forma ou de outra a Nintendo deu um pequeno passo em direção ao futuro dos consoles portáteis.

Fontes: tecmundo

Share.

About Author

Funcionário Público Federal, formado em Licenciatura em Química, Especialista em Ensino das Ciências e Matemática, músico, marido, pai, servo do Deus vivo e entusiasta do Windows Phone. Carpe Diem