Nokia Lumia 625 é homologado na China

27

A Nokia vai lançar mais um modelo de WP8 na China, é o novo Lumia 625, e ele já foi homologado por lá. Não devemos ver esse modelo aqui pelo Brasil, contudo, é sempre bom saber que a Nokia continua lançando mais e mais aparelhos com Windows Phone 8 pelo mundo a fora.

Nokia-Lumia-625-860x406

O Lumia 625 tem uma peculiaridade com relação aos demais aparelhos já lançados até hoje com o S.O. da Microsoft. Ele te uma tela maior do que as 4.5 polegadas já conhecidas nossas do Samsung Ativ S, por exemplo. O Lumia 625 tem uma tela de 4.7 polegadas.

Alguns tem dito que ele e o Nokia Rivendale, comentado pelo @eveleaks, são o mesmo aparelho, contundo, nós cremos que o Rivendale trata-se de um aparelho com uma tela de 5 polegadas ou ainda maior e que será lançado apenas no final deste ano. Vamos conhecer melhor as especificações do Lumia 625.

  • Processador Qualcomm MSM8960 Snapdragon Dual Core de 1.2Ghz Adreno 225
  • Tela de 4.7 polegadas com resolução WVGA
  • 512Mb de RAM
  • Câmera de 5mpx
  • Suporte a redes LTE/4G

Como podemos conferir, as configurações são basicamente as mesmas de um Lumia 720, isto é, de um Windows Phone mid-end. Até mesmo seu design nos faz lembrar os Lumias 520 e 720. Seus principais diferenciais seriam justamente a sua tela enorme e o fato dele pode oferecer suporte a redes 4G. A expectativa é que ele custe na China algo em torno de U$ 325, ou R$ 700 numa conversão direta e comece a ser vendido em breve.

Fontes: The Verge

Share.

About Author

Especialista em Ensino das Ciências e Matemática, Microsoft MVP – Windows Insider, músico, marido, pai, servo do Deus vivo e entusiasta dos produtos e serviços Microsoft. Carpe Diem!

  • Paulo Cysneiros

    Alguém aí tem um iPhone 3gs que queira trocar em um Lumia 620 com apenas 4 dias de comprado?

  • Paulo Cysneiros

    O que faria eu trocar o meu Lumia 620, que já é ruim, por esse daí que tem a mesma configuração??? Oo

  • Natan

    Já que o 520 é o mais WP mais popular, não seria melhor lançarem varias versões dele…

  • Paulo Cysneiros

    Parece que o sistema não foi terminado e antes de concluírem, lançaram no mercado para brigar com Android e o IOS.
    Ao que tudo indica, o Windows Phone, nasceu morto.
    É o sistema mais bugado que já existiu para Smartphones, até o Symbian era melhor e mais estável.
    Me parece que se tem uma experiência melhor nos aparelhos de 1GHZ de RAM, aparelhos esses que custam muito caro, dinheiro de comprar um iPhone 4S, ou um Android de ponta e não adianta dizer que Android e IOS é para alienados ou coisa assim, o Windows Phone é inferior por conta das limitações que sua loja virtual impõe, isso é fato!!

    • Felipe

      Poderia citar os bugs, poderia dizer de onde tirou q nao roda bem em 512MB de RAM?

      Vc nao viu o Android no inicio, nao sofreu com falta de aplicativos, com um sistema mal acabado, vc pegou o Android completo, como é hoje. Isso é um mal de sistemas novos e nao apenas do WP.

      • Paulo Cysneiros

        vamos aos bugs:

        -Facebook não compartilha nada, a todo momento fica dando erro na página, chega a ser sofrível.
        -whatsapp reinicia a todo momento o celular.
        -Wifi desconectando a todo momento.
        -Downloads interrompidos o tempo inteiro.
        -touch para de funcionar inesperadamente, tendo que bloquear e desbloquear o aparelho para funcionar novamente.
        -bateria acaba muito rápido.

        -sai de aplicativos sozinhos

        E olha que estou somente ha três dias com meu Lumia 620.
        Vendi um Galaxy S2 Lite, comprei esse…
        Ô arrependimento!!!
        já usei os sistemas Symbian, Android, IOS, Windows Mobile, Maemo, Windows Phone… e Xinguiling.

        • Felipe

          Vc so cita bug q é de app e nao do WP e bugs q nao existem, vamos la:
          -Facebook não compartilha nada, a todo momento fica dando erro na página, chega a ser sofrível.
          * Isso nao é culpa do WP, o aplicativo q é ainda ruim.

          -whatsapp reinicia a todo momento o celular.
          * nao acontece comigo, mas acontece com outros usuarios, porem é problema do criadores do app e nao do wp.

          -Wifi desconectando a todo momento.
          * isso nao existe, existem duas configuracoes, uma o wifi desconecta ao bloquear a tela e a outra ele continua ligado, escolha uma delas e pronto, nao venha com coisa q noa existe.

          -Downloads interrompidos o tempo inteiro.
          * nunca vi isso, verifique se a rede tem problemas

          -touch para de funcionar inesperadamente, tendo que bloquear e desbloquear o aparelho para funcionar novamente.
          * nunca vi esse problema, pode estar associado a um app, como o whatsapp q é super bugado

          -bateria acaba muito rápido.
          * bateria sempre acaba rapido, vc tem q lembrar q o 620 tem a pior bateria entre os Lumias, o problema é q tem poucos mAh e nao do WP.

          -sai de aplicativos sozinhos
          Problemas de alguns app q sao bugados e nao do WP

          Vc tem q ver q um jogo pra iOS e para WP é feito de forma diferente, se o desenvolvedor nao conhece bem os recursos do WP e da linguagem utilizada, o jogo vai exigir mais recursos, logo, o problema do jogo é do desenvolvedor, a menos q vc prove q Object C é mais rapido q C# nos casos especificos.

          Apenas uma correcao, memoria tem frequencia, mas normalmente falamos de armazenamento, logo em MB, GB e nao em GHZ.
          Vcs culpam a MS pelas incopetencias dos desenvolvedores, vamos atribuir a culpa a quem a tem.

      • Paulo Cysneiros

        Para se ter ideia, o iPhone 3GS roda o FIFA 2013 com maestria, sem nenhum leg ou bug.

        O mesmo jogo para o Windows Phone só consegue ser rodado em um celular que tenha 1 GHZ de memória RAM.

        O iPhone 3gs tem um processador de 600 MHZ e 256 megas de memoria RAM.

        Depois dizem que o Windows Phone é leve e fluído!

      • Felipe Ito

        O Windows Phone 7 foi o sucessor do Windows Mobile 6.5. Se a Google mudasse o nome do seu SO, você o deixaria de ver como um novo Android?

        Foi o caso do Windows Phone, que todos viam como uma nova versão do Windows Mobile, mas com foco em smartphones (a versão anterior era bastante popular em PDAs, até hoje muitas empresas ainda o usam em coleta de informações).

        Quer saber o porque da falta de aplicativos?

        http://www.youtube.com/watch?v=mHC7peDLWlQ

        A Microsoft dormiu. Achou que esse mercado não iria crescer. Que o público não iria pagar caro em um smartphone. E graças a isso, ela deixou de explorar o seu SO móvel que estava pronto. Que era extremamente leve e estável. E que poderia, desde aquela época, bater de frente com o iOS.

        O Android só passou a se tornar bastante popular depois da versão 2.1. Que é de 2010. Mesmo ano do Windows Phone 7 que demorou para ser lançado (levando em conta que a estrutura já estava pronta).

        Você poderia se questionar como a Microsoft conseguiu atrair menos fabricantes do que uma novata (em SOs) como a Google, que até então só era reconhecida pelo serviço de busca.

        O Windows Phone 7 desagradou a muitos por vir com limitações demais. Muitas nem existiam no Windows Mobile 6.5, que rodava em processadores de 400 MHz (ou menos) com míseros 64 MB de RAM (inicialmente muitos se empolgaram com as possibilidades, mas desanimaram ao ver tantas restrições).

        No Windows Mobile (até a versão 6.5) não era necessário ter uma conta de desenvolvedor para desenvolver aplicativos ou jogos. Ele tinha a opção de expansão da memória via cartões. Havia o Windows Explorer e uma grande liberdade para manipular arquivos diversos. Entre outros aspectos que tornaram o Android mais atrativo.

        Para que ela foi impor tantas limitações? Simples. Ela se baseou no modelo adotado pela Apple. Ela cobra anuidade para quem quiser desenvolver. Era necessário usar o Zune para sincronizar arquivos, da mesma forma como o iTunes (porém, bem mais limitado, já que sequer é possível gerenciar os aplicativos e jogos adquiridos). Existiam mais contras do que qualidades na plataforma. Mesmo o XNA que foi adotado para atrair desenvolvedores acabou se tornando um grande limitador, já que ela fechou as portar para os desenvolvedores de engines (algo que nem a Apple, ou mesmo a Google tiveram a coragem de fazer). Há outros pontos, sendo que vários felizmente foram corrigidos no Windows Phone 8.

        O problema não é tempo, mas sim visão. A Microsoft peca muito nisso. Mesmo o Windows Phone 8 acompanha novos problemas. Você é desenvolvedor, pagou “caro” pela licença do Visual Studio 2010. Quer desenvolver para o Windows Phone 8? Compre a licença da versão 2012 e não esqueça de comprar também a licença do Windows 8 (fora pagar pela anuidade de uns 90 dólares). Me diga, se você quer atrair mais desenvolvedores, isso vai atrair ou afastar?

        Em comparação, o Android vêm destravado para você desenvolver para ele. Você pode pagar opcionalmente a taxa “única” (de uns 25 dólares) da Google para publicar o seu aplicativo ou jogo na Google Play. Você pode usar o Eclipse (que roda no OS X, Windows e Linux) para desenvolver aplicativos, que é gratuito. Pode baixar a SDK que é constantemente atualizada também de forma gratuita. Pode desenvolver 10 aplicativos, testá-los e então pagar a taxa da Google Play.

        No Windows Phone, você só pode testar e debugar aplicativos no seu smartphone se ele estiver destravado. Para isso, você precisa de uma conta de desenvolvedor ativa (sim, terá que pagar pela anuidade para isso).

        A Microsoft precisa tornar a sua plataforma mais interessante. O lucro precisa vir da venda de aplicativos e não das licenças das ferramentas de desenvolvimento. Enquanto ela vacila, outras plataformas estão vindo com um modelo similar ao adotado pela Google. E eu não duvido que em pouco tempo elas consigam superar o WP em quantidade de aplicativos populares.

        • Felipe

          Vc tem q ver q o WP8 é novo sim por se tratar de uma nova plataforma, ele foi todo reescrito, nao tem nada do WP7 nele, portanto é sim um novo SO. Coisa q nao acontece no Android, logo se o android mudasse de nome seria o mesmo, a menos q fosse reescrito.
          Em relacao ao desenvolvimento, vc tem absoluta razao, digo isso sempre. Programo para Android, posso programar mesmo sem um Android, sem pagar nada, isso realmente mata, eles querem parecer a Apple, mas nao tem o elitismo da Apple, nunca vao ter, ja ja eles mudam de ideia.

          • Felipe Ito

            Nova plataforma que reutiliza os aplicativos e jogos da versão anterior, e que manteve a mesma interface? O kernel foi alterado, até para aumentar as possibilidades. Mas ele não passa de uma evolução do Windows Phone 7.

            Se você dissesse que o Windows Phone 7 foi uma nova plataforma eu concordaria. Afinal, independente dele utilizar o mesmo kernel, as mudanças foram drásticas chegando ao ponto dele ser mesmo um SO completamente diferente. Bem diferente do Windows Phone 8 que soa mais como uma evolução natural do Windows Phone 7 e as suas várias limitações (várias que sequer existiam no Windows Mobile 6.5).

          • Felipe

            Apenas adicionaram questoes de compatibilidade, mas o SO é todo novo, desde o kernel, a interface é igual apenas visualmente, pois foi tbm reescrita.
            Vc acha q so mudar o tema(a interface) q passa a ser uma nova plataforma? claro q nao.

          • Felipe Ito

            Boa parte da API presente no Windows Phone 7 veio da API base do Windows dos PCs. Mesmo que ele tenha usado o kernel do Windows CE, ele sempre foi bastante próximo do Windows “convencional”, porém, com várias limitações.

            Você acha que eles reescreveram tudo. Já eu, acho que eles reaproveitaram muita coisa. Se optassem por reescrever, melhorariam tudo. Ninguém desenvolve a “mesma coisa” mais de uma vez a toa.

            E em relação a última pergunta, não. Ai entra tudo, desde estrutura a todo os recursos da API que irão formar a interface base. O Windows Mobile 6.5 tinha um kernel similar ao do Windows Phone 7, mas toda a interface foi retrabalhada, chegando ao ponto de ser inviável reaproveitar os aplicativos nativos dele. Isso resultou em uma reformulação completa, gerando uma nova plataforma. O que não ocorreu no Windows Phone 8, que não passa de uma grande evolução da versão anterior.

  • Guilherme Rucks Megier

    A Nokia insiste em fabricar esses aparelhos com míseros 512MB de memoria RAM 🙁

    • Felipe

      Se vc nao joga jogos e quer um aparelho barato, entao pq nao pode ter 512?

      Sem falar q se trata de um low-end.

  • Felipe Ito

    0,2 GHz a mais, e uma GPU pior? Não vi vantagem nessa mudança no processador.

  • Gabriel Brito

    Um 620 que re revoltou por ter só 3.8”.

  • jose claudenir

    Doeu na canela esses míseros 512mb de Ram num aparelho desses de 4.7″.

  • Willian Tehfi Filho

    Achei muito sem graça.. :S

  • Felipe Véras

    “Tela de 4.7 polegadas com resolução WVGA”. Passo, bem que a Nokia poderia ter colocado uma resolução um pouco maior, tendo em vista o tamanho da tela.

  • Marco

    É um upgrade do 720.

  • Guilherme França

    925 ou 625?

    • 625, foi um erro no título

      • Guilherme França

        Tranquilo.

  • Arctico

    925 é homologado na China? não seria 625

  • Kaio Nascimento

    625 né ??