Nokia Lumia 920 VS Samsung Galaxy S4 estabilização de vídeo

46

O Samsung Galaxy S4 pode promete o que for, mas, ainda bem que a Samsung não deu muita ênfase a câmera do modelo nem tentou compará-lo com algum outro concorrente como fez a HTC com o seu One, porque se o fizesse, seria isso que aconteceria com eles…
 

 
Fontes: WMPoweruser

Share.

About Author

Especialista em Ensino das Ciências e Matemática, Microsoft MVP – Windows Insider, músico, marido, pai, servo do Deus vivo e entusiasta dos produtos e serviços Microsoft. Carpe Diem!

  • Cuidado ao comprar o Aparelho Nokia Lumia 920, pois eu adiquiri o mesmo a 1 mes atras e por ele ser considerado o melhor aparelho com WP8 no mercado, estou totalmente decepcionado… O aparelho é totalmente instavel, e apresenta um monte de problemas. O aprelho começou a esquentar chegando a queimar minha mao, e dep]ois de algum tempo o display desligava, e só voltava a funcionar se acabasse a bateria e carregasse denovo, foi encaminha 2 vezes ao sempre especialicado nokia para arrumar e eles só atualizao o software, ele ficou na assistencia 1 mes ou seja nem usei o aprelho direito.
    Se forem comprar um aparelho eu indico o S4!

  • CARLOS

    quem compra smartphone pra ficar jogando joguinho eh um viadinho msm…rs…eu escolho smartphone principalmente pela camera…gps…facilidade de uso…bateria…entre outras coisas que a nokia se destaca…e eh claro tem que ter bom preço…alguns aplicativos sao bem uteis e isso nao eh problema pro lumia 920…tem uns 3 meses que to cogitando comprar um smartphone top entre iphone 5..lumia 920 que ainda seria lançado e o s4 que ta pra chegar….nao tenho duvidas que o melhor smartphne hoje eh o nokia lumia 920 com novo sistema operacional windows phone 8 que mais ta inovando entre eles…precisa falar mais nada…

  • Andriw
  • Bruno

    É impressão minha ou ele descreve como Samsung Galaxy S3 no começo do vídeo?

    • Felipe Ito

      Ao menos o modelo é o Galaxy S4 mesmo. Basta ver o posicionamento do botão físico (no S3 ele fica mais distante da tela, já no S4 o espaço é menor e ele fica centralizado).

  • Ninguém se surpreende pela vitória esmagadora do L920 em cima do S4 u.u
    Fiquei horrorizado com a gritante diferença entre eles ‘o’

  • A concorrência precisa comer muito feijão pra bater de frente com as câmeras da Nokia. Quem chegou mais perto foi a HTC com seus ‘ultra-pixels’ que tiveram resultados muito bons. Agora quanto à Samsung, em se tratando de seu carro chefe deveria colocar uma lente melhor nessa câmera, já que não apenas a estabilização, mas também a qualidade das imagens foi nitidamente superior no Lumia. Ponto pra Finlândia.

    • Felipe Ito

      Já se perguntaram se isso é mesmo o que todos “mais” querem? Eu gosto bastante de fotografia, então, ter uma boa câmera “para mim” é um baita diferencial. Eu até optei na época pelo Lumia 800 por esse detalhe.

      Mas há muitos que preferem ter um smartphone “top” visando jogos, vídeos, navegação, aplicativos diversos, e a câmera acaba ficando como um bônus a ser usado esporadicamente.

      • Diego Helton

        problema é que a Samsung produz câmeras de qualidade boa (não como as japonesas, mas faz..) e a Apple dá uma boa ênfase na câmera do iPhone, porque a coreana também não faz? Paga caro num Galaxy S mas passa vergonha numa foto tirada por celular da metade do preço – L720 com baixa luminosidade – sinceramente, pessoal que tem comprado os GS da vida não compram um produto e sim especificações pra depois falar que o celular é melhor que todos os demais, mas no quê!?

        • Felipe Ito

          A Samsung dá valor a esse recurso. Mesmo que ele não seja o melhor, não quer dizer que ele seja ruim. Em condições boas de iluminação ele se sai bem. A maioria das fotos geralmente são tiradas em locais iluminados, então é comum encontrar boas fotos tiradas em modelos da Samsung.

          O ponto é que, se é para dar ênfase demais a esse recurso, o melhor a fazer é comprar uma câmera semi-profissional ao menos (pode ser uma Sony NEX, ou uma tão boa ou melhor do que ela). Caso contrário, se for para quebrar o galho, qualquer câmera presente em modelos mid-end e high-end geralmente cumprem bem o seu papel.

          As especificações do Galaxy proporcionam um longo período de durabilidade. Ele não se tornará obsoleto em menos de um ano, como o Lumia 900, que “tinha uma ótima câmera”, porém, esqueceram do restante.

          Smartphones high-end precisam ir além de apenas um recurso acima da média. Eles precisam ser completos, entregando bem mais do que pode ser encontrado em modelos mid-end e low-end. Coisa que o Lumia 920 e 820 não estão fazendo tão bem.

  • Leandro Amaral

    q smartphone o q, quero essa ferrari pra mim…

  • Tobias A. G.

    Como esse povo conseguiu o GS4??

  • O fato é que a camera do S4 não é ruim. A do Lumia 920 que está muito a frente da concorrencia mesmo.
    Se comparar a do S4 com outros smartphones ela ganha, exceto do 920 que tem a melhor camera atualmente.

    • outro ponto que chamou a atenção, como o povo critica tanto o tamanho do Lumia? do lado do Galaxy ele ficou até pequeno!!

      • Felipe Ito

        Dimensões do Galaxy S4: 136,6 x 69,8 x 7,9 mm
        Dimensões do Lumia 920: 130,3 x 70,8 x 10,7 mm

        Peso do Galaxy S4: 130g
        Peso do Lumia 920: 185g

        Ambos usam acabamento de plástico (policarbonato).
        Porém, o modelo da Samsung consegue ser mais fino e bem mais leve.

        Mais detalhes:
        http://www.gsmarena.com/compare.php3?idPhone1=5371&idPhone2=4967

        • Andriw

          a única pessoa no mundo que teria problemas com peso dos smarts é o mão de alface do Rogério Ceni. Qualquer coisa com mais de 10 gramas jogado para ele pegar vai escapar da mão.

        • eu acho, por exemplo . que um aparelho mais fino e leve tem menos resistencia . eu acho!

    • correto!!!!! nem preciso falar mais nada !!

  • Como uma empresa como a samsung que fabrica câmeras digitais desde os primórdios consegue colocar uma lente tão porca no seu smartphone topo de linha?

    • José Eulálio Soares dos Santos

      As câmeras da Samsung são ruins também. Na verdade não as câmeras em si, são até boas, porém, com péssimas lentes.

    • Felipe Ito

      Ela tem o Galaxy Camera no mercado. Se o S4 for “bom” demais, iria canibalizar o seu outro produto. Ela entrega o mínimo que é uma boa câmera. Agora, se você quiser uma ótima câmera, opte por uma específica. Afinal, por melhor que sejam as câmeras dos smartphones, não tem como comparar com as semi-profissionais (que estão ficando cada vez mais acessíveis).

    • Robson

      Gabriel… A Samsung não é uma empresa que fabrica smartphones, mas sim uma empresa que fabrica de tudo, desde máquinas de lavar roupas e geladeiras, até computadores e TVs, incluindo smartphones. Já a Nokia é uma empresa que fabrica exclusivamente smartphones.

      Vamos lá… A Samsung lançou, ou está prestes a lançar (sei lá) um smartphone que possui um processador de 8 núcleos, 1.6 GHz de processamento e 64 gigas de espaço em armazenamento, já o “topo de linha” da Nokia é um smartphone de 2 núcleos, 1.5 GHz de processamento e 32 gigas de armazenamento. Você vai dizer que o Windows Phone 8 não exige tudo isso, ou até que 8 núcleos e tudo mais é um exagero. Mas temos de pensar que os smartphones não são feitos só para rodar seus sistemas operacionais, mas sim os aplicativos que estão cada vez mais exigentes.

      Podemos concluir, então, que a Nokia lança seu “topo de linha” com configurações inferiores ou equivalentes aos smartphones high-end do ano passado, enquanto a Samsung inova com potência. Enquanto o Galaxy S4 surge com força para rodar aplicativos de desenvolvedores mais exigentes, o Lumia 920 já chega “podado”, condenado aos aplicativos mais simples e inferiores se comparados ao realmente topo de linha da Samsung.

      Quem quer qualidade em filmagem, compra uma câmera; o foco dos smartphones deve ser a funcionalidade e, claro, ter potência para rodar os aplicativos (mimos) que surgem no mercado.

      A Nokia erra feio, mas muito feio com a segunda geração da linha Lumia, tal como errou com a primeira. Comprar um Lumia não é, de maneira alguma, uma boa opção, pois o usuário está se condenando a, no futuro, ficar “babando” frente aos aplicativos disponibilizados na Google Play e que não poderão colocar os pés na Marketplace porque os aparelhos simplesmente não os suportarão.
      Também não podemos deixar de lado, de maneira alguma, que os desenvolvedores investem em mercado e a Nokia, com certeza, perderá muito dos clientes que ficaram completamente insatisfeitos com a primeira linha Lumia e o descaso da empresa. Ou seja, a fatia da Nokia pode ficar muito menor, dessa forma o Windows Phone para de “crescer” e torna-se uma plataforma que dependerá unicamente do dó dos desenvolvedores.
      A realidade? Nokia caiu e levou o Windows Phone com ela (aparentemente); enquanto a Samsung vem crescendo, inovando e se consolidando no mercado como a líder em smartphones, puxando, para alegria da Google, o Android com ela.

      • mas os tops de linha dela são androids, e o que o WP8 fazcom 2 nucleos ele precisa de 4 para igualar. Entao pra que 8 nucleos ne um WP8? a nokia pode errar em armazenamento e isso concordo , pois expande m micro cel low-end a 64gb e o l920 é so 32 sem expão. mas em questões de potencia el faz o nescesario para um sistema rapido.

        • Felipe Ito

          Pense em tempo de vida útil. Há modelos com Android de 2009 que rodam o JB (4.1.2). Eles foram lançados com a versão 2.1. Mesmo que sejam atualizações não oficiais, isso demonstra que o hardware é que determina se o modelo pode ou não continuar ativo a longo prazo. Quem comprou os melhores modelos naquela época, pôde atualizar o seu modelo 3 anos depois.

          A Intel lançou o processador Atom de 2 GHz (acho que era essa velocidade) Single Core no Motorola Razr i. Ele não roda tudo, afinal, há diferença de arquitetura (o que impede que determinados aplicativos e jogos sejam compatíveis). Por outro lado, ele roda de forma rápida o SO.

          Usar hardware de ponta ajuda a manter o modelo ativo e longe de ficar defasado em menos de 2 anos. Veja o Lumia 900, que era muito rápido quando foi lançado (mesmo tendo o mesmo hardware do Lumia 710 em relação a processador e memória).

          Em menos de 1 ano, ele já ficou pior do que low-ends como o Lumia 520. Isso porque, mesmo que o WP 7 não suportasse processadores Dual Core, não colocaram um processador Single Core “top” de linha, ou mesmo, mais memória RAM. Eles apenas entregam o mínimo, para fazer os modelos ficarem verdadeiramente defasados em pouco tempo (obsolência programada).

          O ponto é, o WP8 rodará bem nessas atuais configurações. Mas caso houvesse uma configuração realmente de ponta, dificilmente os modelos lançados hoje deixariam de rodar o WP9 (suposição) daqui a uns 3 anos (levando em conta que o Windows Blue poderá ser mesmo a versão 8.1).

      • Luiz H C S

        Robson, vamos la, vc fala de um processador Octa Core, isso so reforça que o Android precisa de um processador potente pra rodar aplicativos, coisa que a Nokia faz muito bem com um processador Dual Core, a Nokia tem 70% dos Apps mais cotados do mercado, pra que vc quer milhares de aplicativos se muito deles so inúteis? Então fica calidinho aê…

        • Robson

          Luiz, este smartphone (http://www.samsung.com/br/consumer/cellular-phone/cellular-phone-tablets/smartphones/GT-I9300RWPZTM), o Galaxy SIII, está recendo a última versão de seu sistema operacional, porque têm capacidade para isso.

          Este (http://www.nokia.com/br-pt/produtos/celular/lumia900/), o Lumia 900, morreu. Não é capaz de suportar a última versão de seu sistema operacional.

          O Galaxy SIII e o Lumia 900 são smartphones da mesma geração, mas o primeiro conta com uma configuração de hardware que o permitiu permanecer no mercado, enquanto o segundo foi descartado como um smartphone de segunda linha.

          Diversos aplicativos no Lumia 900 não trabalham como deveriam, aplicativos considerados até mesmo “importantes”, como Whatsapp e Skype, sendo que o primeiro sequer funciona e o segundo não trabalha em segundo plano. A linha Lumia da Nokia está se saindo, até agora, como um projeto BETA. Para o que, eu não sei.

          O Galaxy SIII, smartphone da mesma geração do Lumia 900 (não podemos esquecer isso), passa longe desses problemas e de tantos outros já conhecidos.

          A Nokia sequer teve competência para atualizar os firmwares dos seus smartphones, isso mesmo, pois o tão aclamado Zune encarregou-se unicamente de atualizar o sistema de muitos aparelhos, deixando o firmware de lado e fazendo com que muitos de seus usuários se decepcionassem com a atualização estética que foi a do Windows Phone 7.8.

          Hardware é importante sim… Pois como falei, o aparelho precisa rodar mais do que seu próprio sistema operacional; ele precisa de potência para rodar os aplicativos e jogos que os usuários tanto anseiam… Um exemplo é a gama de jogos ridículos disponibilizados para o Lumia 900, enquanto o Lumia 920 desfruta de jogos com gráficos avançados e complexa jogabilidade (se comparado com seu antecessor).

          Poxa, Luiz… Você e cego ou se faz? Não enxerga que enquanto os Galaxy SIII desfrutam de aplicativos, jogos e uma versão novinha do sistema operacional, o Lumia 900 sequer pôde atualizar a sua droga de sistema por conta do seu hardware vergonhoso? Por favor… Seja um “Nokia fan”, mas não deixe de usar o cérebro.

          Uma pesquisa levantada por uma analista de mercado diz que o Windows Phone será ierrelevante no mercado e que o Android dominará não só o mercado de smartphones, mas os de tablets também. É foda, mas é a realidade. Também não sou fã do Android, haja vista sua vulnerabilidade, mas é um preço até que relativamente baixo (basta ter cuidado) para não acabar com um smartphone descartável de dois mil reais da Nokia nas mãos, que, após seis meses, não valerá nem mais a metade do preço e já estará obsoleto, quiçá, antes mesmo desse período.

          A Nokia errou feio. A Microsoft errou feio. Isso é fato. A intenção foi ótima, criar um sistema que seria uma terceira opção à diarquia Android-iOS, mas não foi capaz, infelizmente. E deixar de assumir isso é, ao meu ver e com todo o respeito, burrice.

      • Andriw

        mais um que caiu no conto dos 8 nucleos…. O S4 vai levar duas versões de processador. Um que foi lançado agora com o snapdragon 800 de 4 nucleos (esse sim potente) e um que não se sabe quando chega com o tal ecxyn 5 (não me recordo como escreve). Que não passa de um quad-core com gasolina aditivada. Porem ta mais lento que o Snapdragon 800. Ou seja, por enquanto a Samsung só ta tentando empurrar um conceito novo processsador mais barato para produzir.

        • Robson

          Ai… Desisto. O raciocínio lógico passa longe daqui.

          Lumia 920 é o melhor smartphone do mundo e pronto. Quero só ver o “biquinho de choro” dos “Nokia fans” com seus Lumia 920 quando jogos pesados e legais começarem a ser lançados para rodarem no Galaxy S4 e vocês com as migalhas que os desenvolvedores deixarem cair no Marketplace.

          Será que a segunda geração dos Lumia será capaz de rodar a próxima versão do sistema? Sei lá…

          • Felipe Ito

            Está difícil mesmo… xD
            Bastaria ele lembrar da geração anterior.

            Há quem tenha acreditado que o Lumia 900 era superior ao Samsung Galaxy SIII.

            Pensaram apenas na velocidade do SO. E esqueceram de comparar o conteúdo, vulgo aplicativos e jogos.

            Hoje, em comparações de “high-ends”, o Galaxy SIII continua lá, como uma ótima opção. Hoje, de menor custo. Porém, ainda rodando tudo o que é lançado na plataforma Android.

            Já o Lumia 900 ninguém lembra, afinal, bastou um ano para ele virar um low-end com “firulas”.

            Hardware de ponta impede que isso aconteça.
            Hardware defasado, por outro lado, proporciona esse tipo de situação.
            Que é bastante inusitada nesse mercado.

            Mesmo a Apple tem o maior cuidado na hora de lançar novos modelos, afinal, o modelo anterior não pode ficar completamente defasado. Eles continuam ativos no mercado. Geralmente ela mantêm ao menos três modelos ativos ou até quatro, caso os estoques ainda estejam longe de acabarem.

            O suporte a eles permanece, graças a isso, tivemos o iPhone 3GS lançado em 2009 rodando a última versão e boa parte dos aplicativos e jogos lançados.

            Mesmo que haja obsolência programada, smartphones não podem ser descartáveis. Não podem ficar totalmente ultrapassados em menos de 1 ano. Ainda mais os modelos considerados como “high-ends”.

            Por isso, eu acho mais cômodo apostar em modelos com hardware de ponta. Apostei no Lumia 800, e… Não deu certo, graças ao ser hardware “defasado”.

          • Andriw

            o problema não só do lumia 900 como dos demais 7.8 não ta na capacidade de HW, e sim na base instalada. Por isso não chega nada para ele. Jogos tidos ainda como “top” no android como a sequencia alpha e NFS rodam lisinhos mesmo no 800 com musica rodando em segundo plano.

          • Felipe Ito

            A capacidade de hardware limitou a possibilidade deles rodarem a oitava versão. Esqueceu do básico? O que está restringindo esses modelos que eram “top” no ano passado rodarem jogos que até os modelos de entrada lançados neste ano conseguem sem dificuldades?

            Quem teve um Galaxy SII ainda tem um modelo mid-end que roda praticamente tudo que é lançado. Quem opta por um low-end como o Galaxy Y, acaba tendo menos opções por motivos óbvios.

            Agora, e quem comprou o Lumia 900 que foi lançado no meio do ano passado? Em poucos meses, viram ele se tornar um low-end. Sim, ele roda menos jogos até do que o Lumia 520. Aliás, o seu hardware (processador+gpu) é inferior, incrível não?

            Custava ter lançado ele com mais memória RAM e um processador bem mais rápido? O Motorola Razr i possui um processador Single Core da Intel que possui performance melhor do que muitos processadores Dual Core. Ou seja, nem o SO serve de desculpa para terem usado hardware defasado.

          • Andriw

            Essa foi a mentira que a MS vendeu para não dar de graça aquilo que ela cobra nos novos aparelhos. E vc pelo visto acreditou.
            Não tem nada na Marketplace do WP que tenha restrição do HW para o 800 ou o 900. A restrição é só de software. Até os tais “famoso” jogos do android que lá restringem a 1mb de memória, ao portar para o WP na sequência recebem um update para rodar com 512.

          • Felipe Ito

            Releia o primeiro parágrafo.

            Se os Dual Core com 1GHz já estão sofrendo com alguns bugs, e tendo dificuldades para rodar jogos que usam mais de 512 MB de RAM. Que milagre os desenvolvedores fariam para rodar esses mesmos jogos em processadores ainda piores, e em modelos com até menos memória RAM.

            O fato é que os modelos low-end lançados hoje superaram em hardware os modelos high-end lançados a menos de um ano atrás.

            Isso tudo graças ao hardware defasado dos modelos high-end. Se usassem hardware de ponta, isso não teria como acontecer.

          • Andriw

            Lamento tanto sofrimento mas desconheço tais bugs.
            Se a questão é bug, isso é software. Nada tem com HW.
            Por outro lado os WP com 7.8 ainda tem rodado de tudo que cai na store para eles. Ai a única limitação esta em SW. E essa limitação foi “inventada” pela própria MS. Os Hw dos 800/900 são mesmo defasados. O próprio S4 tá saindo do forno defasado. A grande inovação do ano será as telas flexíveis e ele ta vindo sem. Sem contar a câmera, que já sai superada por aparelhos com mais de 6 meses de mercado. A questão ai é ele entrega ou não entrega bem resultados de desempenho com o que há disponível para ele de aplicativos?? Por enquanto os 800/900 tem se mantidos rapidos e estáveis. Só houve problemas com a chegada do 7.8, que atualização posterior já resolveu.
            Gostaria de algum exemplo de app que engasgue contigo para que eu possa testa-lo.
            Vou adorar estar errado na minha afirmação pois assim posso aprender mais contigo.

          • Felipe Ito

            Nossa, quanta viagem.

            Tela flexível é uma tecnologia nova, que tem que evoluir muito para ser colocada no mercado. A Samsung é uma das responsáveis pelas pesquisas e desenvolvimento dessa tecnologia. E ela não iria impor a mesma a força e a toa, sem a mesma demonstrar boas vantagens.

            Agora, pense em hardware. O que limita a possibilidade de se rodar um SO ou mesmo aplicativos e jogos? NFC? Entrada de cartão de memória? Tela IPS HD? Ou seria processador, memória RAM e GPU? Aonde que o S4 está saindo defasado? Controle essa ignorância.

            Ele é um high-end autêntico hoje. Acima dele? Não há nenhum modelo. Mesmo o Optimus G, ou mesmo o Xperia Z acompanham versões mais simples do processador usado na versão 4G. O que significa que, por enquanto, ele é o modelo mais avançado disponível no mercado.

            Voltemos ao Lumia 900 e 800. Ambos possuem o mesmo hardware defasado. Ambos são incapazes de rodar o Windows Phone 8. Ambos são mais limitados do que os modelos de entrada com Windows Phone 8. Ambos possuem hardware pior do que o Lumia 520, um low-end. Afinal, colocaram pouca memória RAM (para um high-end), e o processador ainda é lento demais para suportar a multi-tarefa em tempo real.

            Ele é rápido para rodar aplicativos simples, mas basta colocar 5 listas com poucos ítens que ele perde a sua fluidez.

            Sim, eu testei isso. Se você tiver licença de desenvolvedor, faça um teste simples. Crie um projeto com a interface Panorama, inclua 5 páginas, e gere 5 listas apenas com strings. Nem precisa haver imagens para ele ficar instável. A animação de troca de páginas é cortada, e o conteúdo é carregado com algumas travadas.

            O hardware dele é deficiente, ainda mais quando combinado com essa interface. Não é a toa que o aplicativo do Facebook (o oficial) possui bugs diversos. Ele usa ela, se tivessem optado pela Pivot, ou ignorado ambos, ele rodaria de forma bem mais estável e poderia ter bem menos bugs.

            Se tivessem colocado hardware atual (diga-se bom de “verdade”). Como um processador de uns 2 GHz, mesmo Single Core, com 1 GB de RAM (no mínimo), acho que seria plenamente possível rodar o WP8. Mesmo que para isso fosse desativado a multi-tarefa na hora de executar aplicativos e jogos pesados (os que consomem mais de 50 MB de RAM) que tendem a usar mais processamento também.

            É fácil apostar em hardware defasado.

            Veja o cenário atual.

            Os low-ends estão vindo com processadores Snapdragon S4 com GPU superior ao dos modelos “top”. De diferencial, os modelos “top” possuem somente os 512 MB de RAM a mais e um processador com frequência um pouco maior.

            Na linha a ser lançada provavelmente no final do ano. Não será nada difícil que um possível Lumia 530 possa vir com 1 GB de RAM e um processador Dual Core superior ou equivalente ao presente no Lumia 920.

            Neste caso, os modelos “top” como um possível Lumia 930 poderia vir com 2 GB de RAM e processador Dual Core de maior frequência ou mesmo com um Quad Core de baixa frequência (afinal, é difícil de acreditar que a Nokia possa um dia apostar em hardware de ponta).

            Ai você irá correr para trocar de modelo, ao invés de se perguntar se o hardware do Lumia 920 não poderia ser menos defasado. Assim, ele continuaria bem acima dos modelos de entrada, e você poderia deixar para trocar de modelo apenas depois de pelo menos 2 anos.

          • Robson

            Poxa, Felipe… Parece que só você mesmo tá me entendendo. Tá foda… A gente chega com um monte de evidências e mesmo assim o povo parece fingir que não vê; e o pior, não há motivo algum para isso, já que passam a defender um empresa que só tá ferrando com eles.

            Meu primeiro smartphone foi um N95, da Nokia, que comprei logo após o lançamento. Me lembro que paguei uns R$ 1.300,00 nele e mesmo depois do lançamento de outros smartphones, ele conseguiu se manter no mercado por um bom tempo e com um ótimo preço, acima, inclusive, de lançamentos posteriores, pois, frente a eles, o N95 ainda possuía uma ótima configuração.

            Mas hoje em dia parece que a política da Nokia mudou, pois adotaram a ideia de smartphones descartáveis e isso é lamentável.

            Espero que você entenda a minha forma de pensar, talvez não tenha nada a ver, mas sei lá… Acho muito lógico cogitarmos isso nesse momento.

            Como você pôde ver, o pessoal defende a bandeira de que os Android precisam de uma configuração de hardware pesada, pois o sistema em si é pesado e exige isso do dispositivo… Diferente, segundo os defensores do Windows Phone, do sistema dos Lumia; pois vivem dizendo que o motivo da configuração pobre de hardware deles é porque o sistema flui muito bem e não precisa mais do que isso.

            Bom… Mas o que eles esquecem ou parece não pensar é que a configuração não deve ser feita exclusivamente para o sistema.

            A Apple tem uma configuração relativamente baixa em seus iPhone, pois aprendeu a tirar o máximo dessa configuração… Isso é fato, é parte da própria história da Apple, pois os Mac com configuração inferior ao de um PC conseguiam rodar o MacOS com mais estabilidade que um PC rodava suas versões de Windows. Não entendo como isso funciona, só sei que era assim e a Apple trouxe essa realidade para os smartphones.

            Vou dar um exemplo bobo, mas capaz de demonstrar o que tanto defendo.

            Em 2005 a Microsoft lançou o Age of Empires III, que exigia a seguinte configuração: Pentium 4 de 2.8GHz ou equivalente, 1024MB de RAM e placa 3D GeForce 7800 com 256MB ou superior.

            O sistema operacional da Microsoft à época era o Windows XP, que exigia: processador de 233MHz, 64MB de RAM e placa Super VGA.

            Ok… Com essa última configuração, seria possível rodar o Windows XP sem problemas, mas impossível rodar o Age of Empires III, desenvolvido para o próprio Windows XP.

            O que eu queria que o pessoal entendesse é isso… Sistemas são coisas simples e que não exigem muito de uma máquina, seja qual for, um computador ou smartphone. O que pega são as coisas desenvolvidas para esses dispositivos. No caso dos smartphones, alguns aplicativos e jogos vão exigir mais do que a configuração mínima para rodar o sistema.

            O que a Nokia está fazendo com os Lumia? Simples… Ela está fazendo smartphones com a configuração mínima para rodar o sistema e nada mais além disso. Qualquer coisa que surja que vá exigir mais do dispositivo simplesmente não poderá ser rodado nesses benditos Lumia.

            No caso de computadores é muito simples resolver isso, já que podemos recorrer aos upgrades e mantê-los atualizados atendendo às nossas necessidades por meia década ou mais, mas smartphones não têm o recurso do upgrade, logo, estes precisam sair de fábrica (pelo menos os high-end, já que praticamente todos são mais caros que um bom computador) com uma configuração que garantirá que não fiquem defasados por um bom tempo. Essa configuração deve ser a mínima exigida não para rodar seus sistemas, mas para rodar possíveis aplicativos que surgirão no mercado.

            Eu sei que é foda pensar num smartphone pra ficar jogando, aliás, não é meu caso, pois quando quero jogar verdadeiramente um game, eu ligo meu Xbox e pronto, mas é triste ver que vai surgindo um monte de coisa legal por aí e você não pode usufruir só porque o seu smartphone foi feito só pra rodar o sistema operacional e aplicativos que exijam tão somente a mesma configuração dele; enquanto outros dispositivos da mesma geração curtem o que há de melhor por aí.

            Apostei na Nokia e no Windows Phone, mas me sinto como um BETA tester. Só estou esperando ansiosamente o lançamento do Galaxy S4, porque, ao meu ver, a Nokia já deu o que tinha de dar, pois se não cair pela péssima qualidade dos smartphones que vem desenvolvendo ou pelo sistema operacional que mais parece um sistema BETA, vai cair por conta da fatia do mercado que, certamente, vai diminuir, pois muitos usuários ficaram, simplesmente, frustrados com a primeira geração Lumia e, com certeza, não arriscarão a segunda. E sem mercado, os desenvolvedores de aplicativos não gastarão tempo e nem dinheiro com uma plataforma irrelevante como será o Windows Phone. Ou seja, mais uma vez os que apostaram na segunda geração Lumia vão ficar na mão.
            Me desculpe, Felipe, caso tenha falado alguma besteira, mas é o que está claro pra mim no momento.

          • Felipe Ito

            Concordo com tudo que você postou. E é difícil de saber o que eles acham que é o certo.

            Se for pensar em hardware mínimo para rodar bem o Android, além dos jogos lançados até agora, bastaria manter algo similar ao usado no Samsung Galaxy SII. Sim, nem seria necessário ter o hardware do Galaxy SIII.

            Porém, a ideia é continuar avançando, e entregando um hardware que possa rodar “tudo” que for lançado nos próximos 2 anos com alguma folga, além de futuras versões do Android, nem que seja de forma “não oficial”.

            Neste caso temos verdadeiros high-ends. E não, modelos que são high-end apenas por 6~12 meses.

            A não ser que os preços fossem bem mais baixos, daria para deixar de lado esses detalhes. Mas pelo valor que estão cobrando pelo Lumia 920 (que é o mesmo do Lumia 900, em seu lançamento), espera-se que ele continue como um “high-end” por pelo menos 2 anos. Mas acho bem difícil que isso venha a acontecer.

            O mais provável é que ele vire um low-end também já no ano que vem. E esse pessoal tenha que correr para vendê-lo antes do final deste ano.

          • LOl epic!

          • Andriw

            vc tem total razão quando diz que o raciocinio logico passou longe. Até a propria Samsung adimitiu que a “grande” inovação no S4 esta nos app como o health. Outro ponto. Esse seu comentário sobre a market estava perfeito em 2011. O WP sobrevivia de migalhas. Quando jogos “pesados e legais” chegarem no S4 ele também vai travar como o S3 por causa do android.

          • Felipe Ito

            Como se os jogos não travassem no Windows Phone… Jogos “bem feitos” rodam liso. Jogos bugados, não.

            Além disso, o Android possui multi-tarefa, então, caso o “condenado” abra centenas de aplicativos, e os deixe rodando em segundo plano junto com um jogo pesado, pode ser que falte memória, e isso cause o travamento forçado do mesmo. Também é uma questão de saber usar o SO.

          • Andriw

            é engraçado como o “multi – tarefa passa de heroi a bandido tão rapidamente.
            Jogo quando é mal feito vai travar em qualquer lugar, o mesmo vale para o sistema. Agora, se o sistema ocupa muito do processador e da memória, até jogo bem feito também engasga.

          • Felipe Ito

            Multi-tarefa não é um problema. O problema é o usuário leigo. O Android não é a melhor opção para eles, mas está ficando cada vez mais simples e como o hardware adotado nos modelos “top” fazem a sua parte, eles estão cada vez tendo menos problemas, mesmo quando usam da pior maneira.

            Eu tive um modelo de 2009 com Android. O SO nunca travou. O que travou? Aplicativos, Launchers, entre outras coisas. Já tive que reiniciar ele? Sim, por alguns bugs. O que também ocorre no iOS e Windows Phone (neste, aliás, com bastante frequência ultimamente).

          • Andriw

            Vc matou completamente seu comentário e o próprio SO com o “problema é o usuário leigo.”
            Se o Stives Jobs lesse algo assim do Android voltaria correndo do caldeirão onde ta fervendo e lançaria correndo um Iphone 6. O pesadelo de Jobs sempre foi os equipamentos em que 99% de seus usuários tinham que ler manuais de 200 páginas só para sabem onde fica o On/off do aparelho. Inclusive esse foi o prelúdio do fim sa IBM em pcs.
            Por outro lado Android só chegou no nível atual pq o xing ling lá da Coreia acorrentou midas nos porões da Samsung e tudo que eles lançam vira ouro. Quer um exemplo? Como a Samsung sem ter a melhor TV ou a mais barata ta falindo seus concorrentes?

          • Discordo, rodo Até o realracing 3 no meu Galaxy Note. isso para um aparelho de praticamente de 1 ano e meio. Rodei ModernCombat, entre outros.

        • PowerVR SGX544 espanca o Adreno 320,e o lumia usa uma 225, se fosse comparar o lumia seria um MID end, a arquitetura Big.LITTE foi pensada para consumir menos energia. tem 8 Cores só que pode se dizer dualquad core, por que eles se alternam dependendo do que as aplicações precisem.

          No inicio o SnapDragon foi colocado por sua compatiblidade com o 4G LTE, mas a samsung pesquisou mais e otimizou mais para o Exynos Octa para as redes 4G, mas ai é questão de gosto, acho que o com dual quad core vai consumir menos energia, mas em comparação com o Snapdragon 600 ele tem uma GPU mais fraca que nem roda DirectX 11.

          Minha opinião.