Nova aquisição da Microsoft é uma startup de tecnologia de containers para seus serviços em Nuvem

0

Antes que alguém pense que os containers que estamos falando aqui são aqueles que vemos nos portos em cima de grandes navios, não se engane, estamos falando de containers para serviços em Nuvem. A Deis, por exemplo, é uma pequena startup que vem ganhando destaque no ramo das soluções para arquitetura de sistemas na nuvem. A empresa é responsável por um sistema de gerenciamento de containers que trabalha com o sistema Kubernetes, uma tecnologia criada pelo Google,

Recentemente a Deis foi comprada pela Microsoft que vai agregar sua tecnologia a seus serviços em Nuvem.

“Tal tecnologia dá aos desenvolvedores os meios para aprimorar de maneira vasta a confiança, a eficiência e a agilidade das aplicações”, escreve o vice-presidente executivo para nuvem da Microsoft Scott Guthrie.

Os contaniers que estamos falando aqui são uma nova forma de abstração de infraestrutura que atua na virtualização a nível do sistema operacional, ou seja, eles – os containers – criam uma espécie de “caixa” que pode encapsular praticamente qualquer processo, por conta disso o nome container. Essas caixas normalmente contém apenas um serviço em execução, e são isoladas no processamento, memória RAM, disco e rede. Resumidamente, a tecnologia de containers permite que você execute processos isolados dentro do mesmo sistema operacional. O mais interessante é a possibilidade do processo executar em um Ubuntu Server, um outro rodar em um Fedora, quando na verdade todos estão sendo executados de fato em um host com Debian instalado.

“Hoje, estamos animados em anunciar que a Deis se junta à Microsoft para dar continuidade à nossa missão de tornar a tecnologia de container mais fácil de usar”, declarou a empresa comprada em um comunicado publicado em seu site oficial. “Estamos honrados em agregar a nossa liderança e a nossa experiência crescente em projetos open source com uma grande base de usuários e uma gama diversa de colaboradores externos”, complementa a empresa.

Com essa nova aquisição a Microsoft continua migrando no sentido de ser a líder isolada desse mercado ainda pouco explorado, que são os serviços em Nuvem. Seus principais rivais são a Amazon, Oracle e Google.

Fonte: Canaltech e Microsoft e techfree

Share.

About Author

Especialista em Ensino das Ciências e Matemática, Microsoft MVP - Windows Insider, músico, marido, pai, servo do Deus vivo e entusiasta dos produtos e serviços Microsoft. Carpe Diem!