DestaqueNotícias

Nova bateria da Nokia promete autonomia 2,5 vezes maior

Vivemos em um mundo de inovações constantes, os avanços tecnológicos são surpreendentes, mas ainda não conseguimos algo realmente inovador no mundo das baterias. Hoje trazemos algo que promete mudar o rumo dessa história graças a mais recente invenção da Nokia Bell Labs. Trabalhando com pesquisadores no centro AMBER da Trinity College Dublin, a empresa desenvolveu uma bateria de lítio auxiliada por nanotubos que promete entregar uma autonomia 2,5 vezes maior considerando as melhores alternativas já existentes no mercado atual. Em uma pequena comparação, os desenvolvedores afirmam que a nova tecnologia conseguiu entregar uma bateria com células de 480 Wh/kg (Watts – hora por quilograma), medida de densidade relacionada a quantidade de energia disponibilizada para cada célula da bateria.

De acordo com um estudo publicado na revista internacional de ciência Nature Energy, os cientistas desenvolveram novos eletrodos de bateria mais espessa utilizando um composto de nanotubos de carbono e materiais de armazenamento de lítio, permitindo que a energia seja transferida em níveis de eficiência extrema. Como resultado, as baterias podem ser recarregadas rapidamente e fazem o máximo de uso de qualquer volume físico que consomem. Com isso, não pensem que as novas baterias serão enormes, os cientistas conseguiram essa façanha sem alterar o tamanho delas (principal preocupação para que a tecnologia venha ser utilizada em dispositivos móveis e portáteis, tais como smartphones)!

O intuito da equipe de desenvolvedores da Nokia Bell Labs é utilizar as novas baterias principalmente em dispositivos 5G pois, como eles utilizarão uma nova tecnologia de conexão ultrarrápida, necessitarão de uma longevidade maior em suas baterias.

“Ao embalar mais energia em um espaço menor, esta nova tecnologia de bateria terá um impacto profundo sobre o 5G e todo o mundo em rede” – disse Paul King da Nokia. “A combinação do conhecimento no setor e do dispositivo da Nokia Bell Labs junto da ampla experiência em ciência e materiais da AMBER nos permitiu enfrentar um problema extremamente difícil envolvendo várias disciplinas.”

A Nokia sugere que tal tecnologia permitirá que dispositivos pequenos e com restrição de energia sejam executados por longos períodos de tempo, o que teria implicações dentro e fora do mundo 5G. A Internet de última geração já está sendo projetada para se conectar a redes celulares por 10 anos sem a necessidade de recargas de bateria; a inovação poderia aumentar isso para 25 anos ou permitir que o tamanho da bateria diminua em 50%. Os cientistas também esperam que a inovação ajude os sistemas de energia renovável, que dependem de baterias para fazer backup de suprimentos irregulares de energia eólica e solar (ajudando assim, o meio ambiente).

A Nokia afirma que uma patente foi arquivada para a nova tecnologia, e que há planos de trazê-la ao mercado no futuro, mas que ainda não existe um cronograma ou data específica para a comercialização.

Fonte: Venture Beat

Diego Mendes
Paulista, 32 anos, libriano, apaixonado por tecnologia e pelo ecosistema Windows. Fã da Nokia e dono de um Xiaomi Mi 9 SE.