DestaqueNotícias

Novo Microsoft Edge: suporte às extensões do Chrome, PWAs e Edge Insider

Ainda estamos digerindo as implicações da grande decisão da Microsoft de transferir o Edge de seu mecanismo de navegação proprietário, o EdgeHTML, para o Chromium de código aberto. Embora isso seja realmente uma grande mudança, sabemos que o diabo está nos detalhes, especialmente com o EdgeHTML tão entrelaçado com o Windows 10 e com os esforços da Microsoft em adotar os Progressive Web Apps (PWAs) e a Plataforma Universal do Windows para aplicativos (UWP). Muito tem sido escrito sobre o que está acontecendo com Edge, incluindo o post sobre o anúncio de Joe Belfiore, uma declaração de “intenção” da equipe Edge no GitHub, e em vários posts e Tweets espalhados pela web.

Ontem, em um post no Reddit com links para o anúncio do Belfiore, um usuário não ficou muito impressionado, o que levou a uma resposta de Kyle Alden, Gerente de Projeto do Edge da Microsoft. Confira abaixo:

Algumas respostas oficiais da Microsoft às suas perguntas –

  • Aplicativos UWP existentes (incluindo PWAs na Loja) continuarão usando o EdgeHTML / Chakra sem interrupção. Nós não pretendemos inserir para eles [os PWAs] um motor diferente. Esperamos oferecer um novo WebView que os aplicativos possam optar por usar com base no novo mecanismo de renderização.
  • Esperamos fornecer suporte para que os PWAs sejam instalados diretamente no navegador (muito parecido com o Chrome), além da abordagem de Loja atual. Nós não estamos prontos para entrar em todos os detalhes ainda, mas, os PWAs se comportando como aplicativos nativos ainda é um princípio importante para nós, então, vamos estar olhando para as integrações de sistemas certas para fazer isso direito.
  • É nossa intenção apoiar as extensões do Chrome existentes.

A primeira coisa a notar pode ser bastante óbvia, mas, ainda assim uma boa notícia para muitos fãs de extensões: o Edge no Chromium suportará as extensões existentes do Chrome. A era da escassez de extensões do Edge acabou.

Além disso, é importante observar que, embora a Microsoft continue oferecendo suporte à aplicativos UWP existentes. Os desenvolvedores não precisarão fazer nada para que seus aplicativos UWP sejam executados no Windows 10, pois a combinação do mecanismo EdgeHTML / Chakra JavaScript continuará funcionando. No entanto, uma das intenções declaradas do Edge no Chromium é que ele será cross-platform / cross-version, e é importante observar que os aplicativos UWP não modificados não poderão ser executados no Windows 7 com o Edge on Chromium, por exemplo. Ou seja, sem algum trabalho dos desenvolvedores.

Depois de gastar muito tempo e dinheiro implorando aos desenvolvedores que alterem seus PWAs para rodar no Windows / UWP, a Microsoft está prestes a fazer exatamente o oposto. Os desenvolvedores agora serão solicitados a (mais uma vez) alterar esses aplicativos,

A última informação é que os PWAs poderão ser instalados a partir do navegador e não necessariamente da Microsoft Store, também é significativa. A Microsoft tentou, e falhou em grande parte em ganhar impulso para um modelo em que os desenvolvedores suportavam aplicativos da Web somente para Windows, disponíveis na Microsoft Store, como uma forma de oferecer aplicativos modernos baseados na Web para o Windows. Foi uma tentativa de bloquear desenvolvedores e usuários no ecossistema do Windows e não funcionou. Na verdade, isso afastou os consumidores de um sistema em silos para o Chrome e sua vasta gama de extensões, aplicativos e compatibilidade de sites.

Resta saber se os usuários terão mais interesse no Edge by Chromium do que no Edge by EdgeHTML, embora já sabemos a resposta. No entanto, pelo menos agora a Microsoft pode parar de lutar e começar a avançar com o início da era dos Progressive Web Apps.

Entre no Programa Microsoft Edge Insider

Interessado em testar a próxima versão do Microsoft Edge? Junte-se ao programa Microsoft Edge Insider, que acaba de abrir para os candidatos interessados.

“Chamando todos os desenvolvedores e consertadores”, anuncia a página de inscrição. Suas vozes nos ajudarão a moldar a próxima versão do Microsoft Edge. Inscreva-se para ser o primeiro a saber quando as visualizações de preview estarão disponíveis. ”

O anúncio foi bastante vago , mas, a Microsoft diz que está dando esse passo radical para “criar uma melhor compatibilidade da Web para nossos clientes e menos fragmentação da Web para todos os desenvolvedores da Web”.

Ao ingressar no Chromium , que, ao contrário da crença popular, não é “propriedade” ou “controlada” pelo Google, a Microsoft está aumentando significativamente sua participação no software de código aberto. “Estamos determinados a ser bons membros da comunidade de OSS”, observa a Microsoft.

Então, se você se interessou, corre lá! Devemos ver a primeira versão de pré-lançamento do aplicativo no início de 2019.

Inscreva-se aqui.

Fonte: OnMsft