Novo relatório da AdDuplex mostra que o Windows 10 já roda em 0,2% dos Windows Phone

18

A AdDuplex, velha conhecida da comunidade Windows Phone, publicou hoje o seu mais recente relatório que, como de costume, traz informações bem interessantes sobre a plataforma.

adduplex-windows-phone-device-statistics-february-2015-1-638

A primeira informação interessante é que o relatório mostra que cerca de 0,2% dos smartphones equipados com o S.O. móvel da Microsoft já executam o Windows 10. É um número consideravelmente pequeno e mostra que grande parte dos usuários entendem que a versão do Win10 para smartphones disponível atualmente, tem como público alvo desenvolvedores, técnicos e entusiastas do sistema, e não o público em geral, e isso é bom.

adduplex-windows-phone-device-statistics-february-2015-7-638

A segunda informação relevante é o fato do Lumia 535 ter ingressado no top 10 dos aparelhos com Windows Phone mais usados pelos usuários, que agora responde por 3,1% do total. Ele é o primeiro Lumia que leva nas costas a marca da Microsoft e não mais a da Nokia. Pelo visto a confiança na marca parece bem, obrigado.

adduplex-windows-phone-device-statistics-february-2015-5-638

Olhando para o gráfico acima vemos como um outro low-end vem ganhando popularidade, o Lumia 530, porém, com o lançamento dos novos modelos, como o Lumia 435 e o 532, ele deve começar a perder todo o espaço que ganhou, tudo devido ao fato dos novos modelos virem equipados com 1GB de memória RAM, diferente dele que tem a metade disso.

O Lumia 520 continua soberano na liderança com 23,2% de cota, mas isso deve mudar com o passar do tempo com a chegada dos seus novos irmãos. Já o top de linha mais usado continua sendo o Lumia 920, que saiu da 5ª posição de mais usado para a 6ª.

adduplex-windows-phone-device-statistics-february-2015-6-638

Já com relação as OEMs do Windows Phone o gráfico mostra que a Nokia/Microsoft continua regendo a orquestra, com redondos 96% do total. A HTC vem bem atrás com 2,28%, possivelmente essa cota corresponde a modelos como o HTC 8X e o M8, que tiveram uma boa aceitação nos EUA.

Em uma análise simples e rápida é fácil perceber que a Microsoft precisa criar formas desse último gráfico mudar. A soberania deles mesmo como principal OEM do sistema, a esse ponto, não parece saudável para o Windows Phone. O ideal seria que o as porcentagens de OEMs fossem mais bem distribuídas e os Lumias competissem por espaço entre outras grandes OEMs, como a Samsung, LG e HTC. Se isso acontecerá em 2015 com o lançamento do Win10 não sabemos, o fato é que muitas fabricantes olham para esses números e “tremem”.

Fontes: AdDuplex

Share.

About Author

Especialista em Ensino das Ciências e Matemática, Microsoft MVP - Windows Insider, músico, marido, pai, servo do Deus vivo e entusiasta dos produtos e serviços Microsoft. Carpe Diem!