Novo Surface Pro VS Novo iPad Pro

0

Antes que alguém diga que esta é uma comparação injusta, vale notar que é a própria Apple quem sugere que o iPad Pro é o melhor substituto para o seu laptop na atualidade, então, o comparativo de hoje servirá para descobrir se o novo iPad Pro da Apple com o iOS 11 é mesmo páreo para o novo Surface Pro da Microsoft com Windows 10 e se ele realmente é a melhor opção para substituir seu laptop.

Começando pelo básico, vamos as configurações de cada aparelho

Microsoft Surface Pro (2017) Apple iPad Pro (2017)
S.O. Windows 10 iOS 11
Tela 12,3 polegadas 12,9 polegadas (modelo de 10,5 disponível)
Resolução da tela 2763 x 1824 (267 ppi) 2732 x 2048 (264 ppi)
Processador 7ª geração de processadores Intel Core m3, i5, i7 Apple A10X
Gráficos M3 e i5: Intel HD 620; I7: Intel Iris Plus 640 Apple A10X
Armazenamento Expansão de 128GB, 265GB, 512GB, 1TB + microSD 64GB, 128GB, 256GB, 512GB
Opção LTE sim sim
Câmera traseira 8 MP 12 MP
Câmera frontal 5 MP (com autenticação de rosto) 7 MP
Portos Full USB 3.0, Mini DisplayPort, Conexão de superfície, entrada para fone de ouvido Lightning, iPad Smart Connector, entrada para fone de ouvido
Altura 11,5 polegadas 12 polegadas
Largura 7,93 polegadas 8,68 polegadas
Espessura 0,33 polegadas 0,27 polegadas
Peso 766 g 712g
Bateria (listada) 13,5 horas 10 horas
Preço $ 799 a $ 2,699 US $ 649 para US $ 1.229

 

Pelo comparativo de hardware já deu para perceber que o gadget da Microsoft tem algumas vantagens sobre o da Apple, especialmente quando o assunto é processador e memória RAM, que sequer apareceu na lista. O armazenamento interno do Surface Pro também é muito mais versátil. Ele também leva vantagem com relação a conectividade.

O iPad Pro leva vantagem em suas medidas, no peso e também na quantidade de megapixels das câmeras. A tela de ambos parece levar a um empate técnico. Já quando o assunto é autonomia de bateria o Surface Pro leva vantagem mais uma vez.

Ambos os dispositivos contam com suporte a suas respectivas canetas inteligentes, a Apple Pencil e a Surface Pen. Os recursos de cada software poderiam ser determinantes para cada usuário, mas isso é muito mais difícil de mensurar, pois, o iOS 11 continua sendo um S.O. pensando para dispositivos móveis, enquanto o Windows 10 S ou o Pro, que podem equipar o Surface Pro, são softwares mais robustos, focados em produtividade, no entanto, cada um tem seus altos e baixos. Caberá ao usuário decidir qual S.O. é mais útil para o suas atividades diárias. Claro que não podemos esqueçer do preço, já que o Surface de entrada é mais caro que o iPad Pro mais básico.

Como o acabamento de ambos é premium, esse item também nos leva a um empate. No máximo vai do gosto pessoal de cada um com relação ao design. Fica complicado definir um vencedor nesse quesito.

Com relação a outros acessórios, ambos contam com uma Type Cover, que é um teclado físico que também é uma capa e isso confere aos dispositivos muito mais versatilidade, no entanto, no final das contas, o iPad Pro ainda parece um iPhone gigante e não pode sequer ser comparado ao MacBook Pro, então, o Surface Pro ainda é o único híbrido capaz de substituir com maestria seu atual laptop ou PC. O iPad Pro sem dúvida é um dispositivos fantástico, ainda mais com as novidades apresentadas para o iOS 11, contudo, todavia, ele ainda não é o melhor substituto para seu laptop ou PC.

Fonte: Windows Central

Share.

About Author

Funcionário Público Federal, formado em Licenciatura em Química, Especialista em Ensino das Ciências e Matemática, músico, marido, pai, servo do Deus vivo e entusiasta do Windows Phone. Carpe Diem