Nunca veremos um WP7 da Motorola depois que a Google adquirir a Motorola Mobility

4

A Google está na etapa final para concretizar uma de suas maiores aquisições enquanto empresa, eles irão comprar a Motorola Mobility. Segmento da Motorola responsável pela fabricação de componentes de hardware para a grande maioria dos smartphones e outros dispositivos da marca. Isso significa basicamente que a Google vai comprar a Motorola quase toda. A empreitada vai custar “míseros” U$ 12,5 bilhões de dólares a Google.

Segundo informações, o maior interesse da Google não é focar na fabricação de hardware para aparelhos exclusivos ou algo do tipo, até porque se eles começassem a produzir seus próprios aparelhos, empresas como a HTC, LG e a Samsung abandonariam rapidamente o OS, e todos eles são OEM’s essenciais para a Google e o Android. Na verdade o maior interesse está ligado a patentes. Itens esses que elevam os custo dos fabricantes para usarem seu OS. A Motorola Mobility detém hoje cerca de 17 mil patentes registradas em seu nome, e muitas delas são direcionadas ao Android. Basta lembrar quando falamos aqui mesmo no Blog de que até o Android dava lucros para a Microsoft justamente por conta de patentes.

Uma consequência que podemos prever facilmente relacionada a nova aquisição da Google é que, possivelmente, nunca veremos um aparelho Motorola rodando o Windows Phone 7. Recentemente o CEO da empresa, Sanjay Jha, afirmou que a Motorola estava “aberta” para o Windows Phone, contudo, agora, com um segmento tão importante da empresas nas mãos da arqui-rival da Microsoft, é muito improvável que algum acordo aconteça. O acordo da compra deve ser fechado até o final do ano início do próximo e segundo o próprio Sanjay “Essa transação oferece um valor significativo para os acionistas da empresa e oferece novas oportunidades aos funcionários, clientes e parceiros espalhados por todo o mundo…” É uma pena apenas para nós usuários do WP7 e para a Microsoft.

Fontes: dicadaweb

Share.

About Author

Especialista em Ensino das Ciências e Matemática, Microsoft MVP – Windows Insider, músico, marido, pai, servo do Deus vivo e entusiasta dos produtos e serviços Microsoft. Carpe Diem!