A memória de acesso aleatório, ou RAM, é um dos componentes mais importantes em todos os dispositivos, de PCs a smartphones e consoles de jogos. Sem RAM, fazer praticamente qualquer coisa em qualquer sistema seria muito, muito mais lento. Por outro lado, não ter o suficiente para o aplicativo ou jogo que você está tentando executar pode levar as coisas a um “rastreamento” ou até impedir que elas funcionem.

Veja também os melhores processadores de 2020!

Mas o que é exatamente a RAM? Em poucas palavras, é um componente extremamente rápido que armazena temporariamente todas as informações que um dispositivo precisa no momento e no futuro próximo. O acesso às informações na RAM é incrivelmente rápido, ao contrário dos discos rígidos mais lentos, que fornecem armazenamento a longo prazo.

História da RAM

Veja o que é RAM – Foto: Reprodução/ Digital Trends

A primeira forma de RAM surgiu em 1947 com o uso do tubo Williams. na época, foi utilizado um CRT (tubo de raios catódicos). Dessa forma, os dados foram armazenados no rosto como pontos eletricamente carregados.

A segunda forma amplamente utilizada de RAM foi a memória de núcleo magnético, inventada em 1947. Frederick Viehe é creditado com grande parte do trabalho, tendo solicitado várias patentes relacionadas ao design. A memória do núcleo magnético funciona através do uso de pequenos anéis e fios de metal conectados a cada anel. Um bit de dados poderia ser armazenado por toque e acessado a qualquer momento.

No entanto, a RAM, como a conhecemos hoje, como memória de estado sólido, foi inventada em 1968 por Robert Dennard. Conhecidos especificamente como memória dinâmica de acesso aleatório, ou DRAM, transistores foram usados ??para armazenar bits de dados.

Memória de curto prazo

RAM é essencialmente a memória de curto prazo de um dispositivo. Dessa forma, ela armazena temporariamente (lembra) tudo o que está sendo executado no momento em um dispositivo, como todos os serviços específicos do SO, qualquer navegador da web, editor de imagens ou jogo em execução.

A RAM impede que a CPU vasculhe o armazenamento mais lento do dispositivo – como um disco rígido ou até mesmo uma unidade de estado sólido (SSD) – toda vez que você solicitar uma nova guia do navegador ou carregar um novo inimigo para atirar.

Os dados que residem na RAM podem ser lidos a partir de qualquer componente capaz quase na mesma velocidade. Como possui uma conexão com fio para o dispositivo, não há latência real em cabeamento ou conexão.

A RAM não se lembra de tudo para sempre, no entanto. É uma tecnologia “volátil”, o que significa que, uma vez que perde energia, esquece tudo. Isso o torna perfeito para lidar com a infinidade de tarefas de alta velocidade que seu dispositivo realiza todos os dias.

Mas também é por isso que sistemas de armazenamento como discos rígidos e SSDs são necessários. Diferentemente da RAM, eles retêm informações quando o dispositivo é desligado.

Veja o que é RAM - Foto: Reprodução/ Digital Trends
Veja o que é RAM – Foto: Reprodução/ Digital Trends

Diferentes tipos de RAM

RAM é um termo genérico, como “memória” e, na verdade, abrange alguns tipos diferentes.

“RAM” ou “memória” geralmente se refere à memória dinâmica de acesso aleatório (DRAM) ou, mais precisamente, para sistemas modernos, à memória dinâmica síncrona de acesso aleatório (SDRAM). A terminologia realmente não importa além dos aspectos técnicos, mas é útil saber que os termos são relativamente permutáveis coloquialmente.

O tipo mais comum de RAM vendido atualmente é o DDR4, embora os sistemas mais antigos possam usar DDR3 ou mesmo DDR2. Os números simplesmente denotam a geração de RAM, com cada geração sucessiva oferecendo velocidades mais rápidas através de maior largura de banda – uma classificação mais alta de megahertz (MHz). Cada geração também possui mudanças físicas, portanto não são intercambiáveis.

Outro termo comum, especialmente no espaço de videogame, é VRAM, ou RAM de vídeo. Embora já tenha sido uma peça de tecnologia independente, o VRAM é atualmente usado para indicar memória dedicada na placa de vídeo. Para consoles de jogos, ela também pode fazer referência à memória do sistema, mas em ambos os casos, tem a ver com a memória reservada exclusivamente para a GPU. É mais conhecido como DDR gráfico ou GDDR, geralmente com uma designação geracional, como GDDR6.

A maioria das placas gráficas modernas usa GDDR6. No entanto, algumas placas gráficas podem usar uma forma diferente de VRAM, denominada High Bandwidth Memory (HBM, HBM2 e HBM2e). Ela possui vantagens únicas de desempenho, embora normalmente seja caro, e os problemas de fornecimento dificultam a adoção generalizada.

RAM funciona com seu disco rígido (mas são coisas diferentes)

A RAM normalmente é chamada simplesmente de “memória”, embora outros tipos de memória possam existir dentro de um computador. A RAM, que é o foco deste artigo, não tem nada a ver com a quantidade de  armazenamento  de arquivo que um disco rígido possui, mesmo que os dois sejam trocados incorretamente entre si na conversa. Por exemplo, 1 GB de memória (RAM) não é a mesma coisa que 1 GB de espaço no disco rígido.

Ao contrário de um disco rígido, que pode ser desligado e ligado novamente sem perder seus dados, o conteúdo da RAM sempre é apagado quando o computador é desligado. É por isso que nenhum dos seus programas ou arquivos ainda está aberto quando você liga o computador.

Uma maneira de os computadores contornar essa limitação é colocar o computador no modo de hibernação. A hibernação de um computador apenas copia o conteúdo da RAM para o disco rígido quando o computador é desligado e depois copia todo o conteúdo de volta para a RAM quando ligado novamente.

Cada placa-mãe suporta apenas uma certa variedade de tipos de memória em determinadas combinações. Portanto, verifique sempre com o fabricante da placa-mãe antes de fazer uma compra.

A RAM do seu computador se assemelha a uma régua ou ‘stick’

Um padrão módulo ou vara de memória desktop é um longo e fino pedaço de hardware que se assemelha a uma pequena régua. Dessa forma, a parte inferior do módulo de memória possui um ou mais entalhes para orientar a instalação correta e é revestida com vários conectores geralmente banhados a ouro.

A memória é instalada nos slots do módulo de memória localizados na placa-mãe. Esses slots são fáceis de encontrar – basta procurar as pequenas dobradiças que prendem a RAM no lugar, localizadas em ambos os lados do slot de tamanho semelhante na placa-mãe.

Veja o que é RAM - Foto: Reprodução/Lifewire
Veja o que é RAM – Foto: Reprodução/Lifewire

Alguns tamanhos de módulos podem precisar ser instalados em determinados slots; portanto, verifique sempre com o fabricante da placa-mãe antes da compra ou instalação! Outra opção que pode ajudar é usar uma ferramenta de informações do sistema para ver o tipo específico de módulos que a placa-mãe usa.

Os módulos de memória possuem várias capacidades e variações. Módulos de memória modernos podem ser adquiridos nos tamanhos 256 MB, 512 MB, 1 GB, 2 GB, 4 GB, 8 GB e 16 GB ou mais. Alguns exemplos dos diferentes tipos de módulos de memória incluem DIMM, RIMM, SIMM, SO-DIMM e SO-RIMM.

Além disso, vale lembrar que MB e GB são unidades de medida para dados. É importante conhecer as diferenças ao comprar RAM e outros dispositivos e serviços centrados em dados.

Tamanho não é tudo

Veja o que é RAM - Foto: Reprodução/ Digital Trends
Veja o que é RAM – Foto: Reprodução/ Digital Trends

A maior consideração ao comprar RAM para um PC é quanto é realmente necessário. É necessário um valor mínimo para executar um sistema operacional, enquanto muitos jogos e aplicativos também têm um requisito mínimo. Esses requisitos estão listados em gigabytes (GB) e geralmente estão entre 1 GB e 8 GB, dependendo das demandas de hardware do aplicativo.

Ter mais do que o mínimo é importante. Um PC executa não apenas o aplicativo atual, mas outros serviços e tarefas em segundo plano. No entanto, ter grandes quantidades de memória do sistema não necessariamente torna o PC mais rápido.

É necessário velocidade

A quantidade não é o único aspecto da RAM que é importante. Enquanto mais gigabytes podem ajudar na multitarefa, a memória mais rápida traz melhor melhoria na velocidade geral, em certos jogos e aplicativos.

Como uma CPU, a RAM tem sua própria velocidade de clock, que controla efetivamente a quantidade de dados que pode manipular por segundo quando combinada com alguns outros fatores. A velocidade total da memória é discutida como largura de banda, em megabytes por segundo (MB/s), mas tradicionalmente você verá a memória comercializada com velocidades em megahertz (MHz).

A memória DDR4 típica é executada entre 2.133MHz e 3.000MHz, mas existem algumas que podem rodar acima de 4.866MHz para os kits mais rápidos disponíveis . Você verá esses itens comercializados como DDR4-2133 ou similar e, às vezes, com a etiqueta confusa de “PC”. O número após “PC” é simplesmente a velocidade do MHz multiplicada por oito e depois arredondada. Por exemplo, você pode vê-lo listado como DDR4-2133 PC4-17000.

Os tempos são outro aspecto da memória que pode afetar o desempenho da RAM, embora não sejam mais tão importantes. É efetivamente o tempo entre os ciclos do relógio e, à medida que a velocidade da memória aumenta, os tempos também aumentam, reduzindo a latência. Normalmente, o tempo é listado como vários números separados por hífens, como 15-15-15-35 ou similar.

Ao comprar memória, os tempos são realmente muito importantes quando se considera a memória de alto desempenho para benchmarking ou jogos de primeira linha. O momento não é uma preocupação real para o consumidor médio.

Canais

Por fim, temos canais. A maioria dos cartões de memória vendidos hoje oferece suporte a dois canais, no mínimo, o que significa que existem duas faixas (barramentos) entre um slot de memória e o controlador de memória da CPU na placa-mãe.

No entanto, esse design requer dois sticks de RAM do mesmo tipo e velocidade que suportam canais duplos. Além disso, também estão disponíveis kits de RAM de ponta com três ou quatro módulos que suportam projetos de memória de canal triplo ou quádruplo em placas-mãe.

Para fins práticos, os projetos multicanais não fazem uma enorme diferença no desempenho diário. Se você não quer tirar proveito da memória dual ou mais canais, no entanto, certifique-se de instalar as “varas” nos slots de cores corretas na placa-mãe. Portanto, verifique o manual para obter ajuda nessa frente.

O quanto é importante a RAM?

Veja o que é RAM – Foto: Reprodução/ Digital Trends

RAM é extremamente importante. Muito pouco pode levar a um desempenho lento, embora dispositivos menores, como tablets e smartphones, não precisem tanto quanto os desktops de jogos de última geração. No entanto, a instalação de grandes quantidades ou a classificação mais alta de MHz não significa que o dispositivo funcione incrivelmente rápido. Lembre-se, a RAM é apenas parte da equação geral.

Quando se trata de melhorar o desempenho geral de um PC, considere os custos envolvidos. Uma CPU ou placa gráfica mais rápida geralmente causa um impacto maior na velocidade geral do que na memória mais rápida. No entanto, algumas CPUs, como linha Ryzen da AMD, possuem mais benefícios do que outros de memória mais rápida.

A atualização de um disco rígido para um SSD também é um grande passo na direção certa. A mudança para um SSD acelera o componente de armazenamento mais lento por uma enorme margem e contribui enormemente para tornar o PC mais ágil.

Como em qualquer dispositivo de computação, o componente mais lento normalmente limita o desempenho. Portanto, a memória lenta pode reter o dispositivo se for a pior parte da configuração. A menos que você esteja fazendo algo particularmente intensivo, certifique-se de ter um pouco mais do que o necessário e que não seja o pior disponível.

Para algo mais poderoso, há uma grande variedade de configurações de velocidade, tamanho e latência para escolher. Alguns até têm iluminação LED RGB também, como mostrado na imagem acima.

Perguntas frequentes

O que é RAM?

Em poucas palavras, é um componente extremamente rápido que armazena temporariamente todas as informações que um dispositivo precisa no momento e no futuro próximo. O acesso às informações na RAM é incrivelmente rápido, ao contrário dos discos rígidos mais lentos, que fornecem armazenamento a longo prazo.

De quanta RAM eu preciso?

Assim como em uma CPU e disco rígido, a quantidade de memória necessária para o seu computador depende inteiramente do que você usa ou planeja usar.
Por exemplo, se você estiver comprando um computador para jogos pesados, precisará de RAM suficiente para suportar uma jogabilidade suave. Ter apenas 2 GB de RAM disponível para um jogo que recomenda pelo menos 4 GB resultará em desempenho muito lento, se não for total incapacidade de jogá-lo (especialmente se a recomendação for 8 GB ou mais).

Como solucionar problemas da RAM?

A primeira coisa que você deve fazer se suspeitar de um problema com um ou mais cartões de memória RAM é recolocar os módulos de memória. 
Se um dos drives de RAM não tiver sido inserido com segurança no slot da placa-mãe, é possível que até um pequeno impacto o atrapalhe e cause problemas de memória que você não tinha antes.
Caso recolocar a memória não melhore os sintomas, recomendamos o uso de um programa de teste de memória livre. Como eles trabalham fora do 
sistema operacional, eles funcionam com qualquer tipo de PC – Windows, 
Mac, Linux etc.
No entanto, caso nenhuma dessas opções dê certo, sua melhor opção é 
substituir a memória do seu computador.

Fonte: Digital Trends

Gostou? O que achou? Deixe seu comentário. Além disso, não se esqueça de entrar no nosso grupo do Telegram. É só clicar em “Canal do Telegram” que está localizado no canto superior direito da tela!