Segunda-Feira, 21 de Janeiro de 2019
Home Dispositivos

Panos Panay da Microsoft volta a falar sobre novos dispositivos Surface

21/12/2018 1581 0
Panos Panay da Microsoft volta a falar sobre novos dispositivos Surface

Mesmo sem dar detalhes do que está por vir, o famoso engenheiro da Microsoft, Panos Panay, o homem por trás de boa parte do conceito da linha Surface, voltou a falar sobre a possibilidade da empresa lançar novos produtos da linha no mercado. Da maneira que ele colocou seriam, de fato, novos produtos e não o upgrade dos que já existem.

Parte do atual portfólio da linha Surface da Microsoft

Panay teceu alguns comentários sobre esse e outros assuntos durante uma entrevista concedida ao jornal independent e respondeu questionamentos diversos colocados pelo entrevistador. Antes de chegar nos comentários do engenheiro sobre esse assunto, vamos entender o contexto da entrevista…

Falando eles sobre um rápido comparativo entre Microsoft e Apple, comentava-se como a Apple chegou ao patamar de empresa mais valiosa do mundo investindo pesado em hardware, como por exemplo, no iPhone, carro chefe da empresa e maior responsável pela bilionária receita da empresa, enquanto que do lado da Microsoft o maior investimento sempre foi em softwares.

O fato é que a Microsoft vem passando por mutações diversas e hoje também tem investido muito em hardware. A empresa passou a entender que o hardware agora é “essencial” para o que a empresa é e faz. Palavras de Panos Panay. Além disso ele ainda comentou:

“Não é apenas uma parte fundamental da estratégia central da Microsoft, é também uma parte essencial de como construímos produtos na Microsoft”, disse ele. “É importante que isso ressoe. É importante para mim dizer isso.”

Dito isso o entrevistador perguntou: então a linha Surface é um projeto de longo prazo?

“Sim, cem por cento. Sem hesitação. Acho que se você me perguntasse isso há cinco anos, ainda estávamos aprendendo. Ainda estávamos tentando descobrir o que o hardware deveria fazer para dar vida ao software. Mas, agora não é apenas algo a parte, mas sim, é uma parte do núcleo da estratégia da empresa “. Respondeu Panay.

Ele parecia preocupado em deixar bem claro que hoje a empresa entende que é necessário produzir seu próprio hardware e que assim deve se manter.

Tudo bem que já tem anos que a Microsoft já produz um hardware proprietário, porém, o foco sempre foi o Xbox e periféricos. PCs, Notebooks e Smartphones nunca tiveram lugar de destaque. Inclusive, a entrevista seguiu por esse caminho e Panay foi convidado a opinar sobre o negócio envolvendo a compra da Nokia Mobile em 2014 ainda sob a gestão de Steve Ballmer.

Entrevistador: A empresa aprendeu alguma lição com sua experiência com os Nokia Lumia que ressoe na pesquisa e no design dos atuais hardwares?

“Acho que aprendemos bastante”, disse Panay. “Lumia, é claro, foi um desafio. Podemos aproveitar essas lições de produto e as lições dos clientes e levá-las adiante. Acho que sim. Satya [Nadella, CEO da Microsoft] fala sobre a mentalidade de crescimento, sobre como podemos aprender tão rápido quanto nós podemos através de nossos sucessos e, principalmente, nossos fracassos. Quando você falha, você está em um verdadeiro modo de aprendizado. Você está em uma tremenda fase de crescimento. E isso é algo que levamos a sério. “

Passando para o que mais nos interessa, Panay foi questionado sobre o futuro da linha Surface e novos investimentos em hardware. Neste momento a resposta foi a seguinte:

“Eu não posso realmente revelar nosso roteiro do produtos, mas deixe-me falar em um nível superior”, diz ele.

“Estamos completando experiências para as pessoas no trabalho e em casa? A resposta é sim. Então você verá novos fatores que podem fazer isso, e precisam fazer isso? A resposta é absolutamente sim.

E é assim que acontece.” Para mim, trabalho e casa equivalem à vida, quer o dispositivo esteja na cozinha em casa, no escritório em casa, em seu escritório no trabalho ou em seu corpo, eles estão se juntando, então sim, você verá mais produtos que se concentram onde nossos clientes estarão.”

Como já era de esperar, ele não revelou o que está por vir, mas deixou bem claro que tem mais coisa chegando por ai e que a ideia é abastecer o usuário em todos os fluxos de sua vida cotidiana. E se um dos lemas da empresa é tornar todos os seus clientes mais produtivos, sem dúvida alguma novos produtos só surgirão com a finalidade de transformar esse lema em algo prático.

Nossa opinião

Panay poderia estar falando do mítico Surface Phone? Porque não? Mesmo sabendo que essa nomenclatura nunca chegará ao mercado, um dispositivos ultra portátil com funcionalidade de PC + Celular seria um projeto ambicioso, porém, é difícil dizer se o mercado já está pronto para ele e esse pode ser o pedal de freio no qual a Microsoft mantém o pé em cima. Quem sabe eles estejam aguardando o momento certo de propor um produto disruptivo.

Surface Phone

Conceito de um Surface Phone ou Dispositivo Andrômeda como muitos preferem

Ele também pode estar falando da evolução dos serviços em Nuvem, esses que conectarão todos os seus dispositivos, estejam eles em casa ou no trabalho ou ainda na rua. Aqui o papel do hardware proprietário é diminuído, mas não esquecido. Ou seja, a linha Surface continuaria sendo o “molde” perfeito para comportar o software. Copiar esse molde seria uma boa estratégia para as OEMs parceiras, então, o hardware cumpriria seu papel como motor de inspiração.

Pode ser a soma dessas duas coisas, um novo hardware ultra portátil capaz de integrar todos os seus dispositivos, os serviços em nuvem e ainda servir de inspiração para outros.

Não podemos esquecer que esse mesmo Panay revelou há alguns meses seu desejo pessoal de embarcar um Surface que coubesse no seu bolso (relembre aqui), então, caros amigos, 2019 promete. E se a promessa não vingar, de 2020 não passa, mas sem dúvida a Microsoft tem alguma carta na manga e só está esperando a hora certa de coloca-la na mesa.

Fonte: independent

Compartilhe:

Comentários: