Segunda-Feira, 18 de Marco de 2019
Home Rumor

Patente da Microsoft prevê controle de volume com os olhos

25/11/2018 1272 0
Patente da Microsoft prevê controle de volume com os olhos

A Microsoft registrou uma nova patente que prevê o controle do volume de dispositivos Windows por meio de detecção facial, mais especificamente ao detectar para onde o usuário está olhando ao usar seu dispositivo e a que distância está dele.

A patente tem foco em dispositivos com tela dupla, tal como o dispositivo que tanto falamos por aqui, o Dispositivo Andrômeda, ou Surface Phone para os mais íntimos que falam nele há anos.

A seguir confira algumas imagens da patente:

7

Em uma das partes da descrição da patentes é possível ler:

“Ao visualizar o conteúdo nas telas em posições variadas, os usuários podem encontrar desafios para ajustar os volumes de áudio de diferentes aplicativos executados em cada uma das telas ou diferentes elementos gráficos de usuário habilitados para áudio exibidos em cada uma das telas.”

Se esta patente der fruto, parece que a Microsoft está procurando embarcar câmeras duplas em dispositivos Andromeda para detectar a distância do seu olhar com relação a tela do aparelho e assim ajustar o volume de jogos, arquivos de mídia e outros. Enfim, ao ficar mais distante do aparelho ele poderia aumentar um pouco o volume e vice-versa.

[wpedon id=”74747″ align=”center”]

Além disso, a patente abrange outros eventos para configuração de áudio, incluindo posições de articulação, e também pode ativar o modo mudo se nenhum rosto for detectado. A patente também observa que controles regulares de volume na tela também estarão presentes.

A patente ainda abrange cenários para envio de som para fones de ouvido esquerdo e direito conectados sem fio ou através de um fone de ouvido, permitindo que os usuários reproduzam áudio de cada aplicativo individual em ouvidos separados ou misturados em estéreo.

Mais uma imagem da patente do suposto Surface Phone

Se a Microsoft fez tudo isso pensando em aplicar a seu próprio hardware, não sabemos. Quem sabe as ideias nela constantes sejam para ganhar algum retorno financeiro em dispositivos de terceiros que usarem suas ideias por meio de royalties. Não podemos afirmar nada com base apenas nesta patente.

Fonte: Windows Central

Compartilhe:

Comentários: