Patente poderosa da Microsoft tem recursos do Samsung Galaxy Note 7 e 3D Touch da Apple

0

samsung-note-7

O próximo grande telefone da Microsoft terá muitas novidades e se a empresa planeja incorporar todas as características principais dos outros smartphones premium no aparelho dela, este smartphone será incrível, para dizer o mínimo, e sua patente mais recente não deixa dúvidas.

A primeira patente (US20160301796) ao que parece, é um recurso já lançado por outra empresa (Samsung Galaxy Note 7): inserindo dados usando um aparelho móvel, onde a Microsoft sugere que seria uma boa ideia inserir dados através de tinta sobre a tela de bloqueio do telefone, se detectar que esta é sua intenção.

Tal intenção pode ser detectada por sensores na caneta que detecta quando você pegou nela, ou sensores na tela que detecta a caneta se aproximando ou realmente na tela. Os usuários poderiam escrever na tela, diretamente para um app de notas, tipo o OneNote, que corta algumas etapas e fornece uma experiência de usuário semelhante a uma caneta e papel.

patente-1

A Microsoft descreve detalhadamente:

O aparelho móvel pode operar sob um estado bloqueado. Quando bloqueado, o aparelho móvel pode ter uma ou mais telas (ou seja, vistas em uma exposição do aparelho móvel) que podem ser mostradas para um usuário. Como é bem entendido, uma tela de bloqueio em um aparelho móvel, é uma tela que aparece quando o usuário toca, ou aperta algum botão específico ou quando o aparelho móvel acorda do modo sono. A tela de bloqueio pode ter algumas informações exibidas, como força de sinal de celular, informações de indicador, a hora e a data de acesso Wi-Fi, etc. A tela de bloqueio também pode referir-se a um estado quando a tela está em branco ou desligada normalmente, ou na tela do fechamento onde o usuário não é capaz de acessar a maioria dos aplicativos disponíveis. Outra tela relacionada com o estado bloqueado pode ser um modo de exibição de baixo consumo de energia (por exemplo, chamada tela de resumo). O modo de exibição de baixa potência refere-se a um estado bloqueado, no qual o aparelho móvel é executado em um modo de baixo consumo de energia. Um visor no modo de exibição de baixa potência pode mostrar, por exemplo, apenas um mesmo relógio quando o aparelho móvel está bloqueado, permitindo que um usuário olhe para o telefone dele e veja as horas, sem ter que tocar ou desbloquear o dispositivo. Pode mostrar-se também alguma informação adicional, por exemplo, status da bateria e informações relativas às várias aplicações rodando no aparelho móvel (por exemplo, a quantidade de novos e-mails recebidos por um aplicativo de e-mail, a quantidade de novas mensagens, recebida de um aplicativo de mensagens instantâneas, etc.). No código de número 200, a intenção da entrada de dados em uma tela, relacionadas com o estado bloqueado do aparelho móvel é detectada. A intenção pode significar que o usuário toca o visor do aparelho móvel com um dedo ou uma caneta. A intenção também pode significar que o usuário não toque na superfície da tela com o dedo ou com a caneta, mas o aparelho móvel detecta a proximidade do dedo, uma caneta ou caneta para a exibição. Em um exemplo, quando o usuário pega a caneta e segura na mão, é possível usar um acelerômetro ou acelerômetros na caneta para determinar a intenção da entrada de dados. Também é possível ter uma área sensível de toque capacitivo perto da ponta da caneta que pode detectar o aperto do usuário na caneta. Quando o punho é detectado, ele pode ser usado como uma intenção para a entrada de dados. Está intenção pode então, ser indicada para o aparelho móvel, por exemplo, por meio de uma transmissão sem fio de curto alcance. A intenção também pode significar que o usuário pressionou um botão liga / desliga do aparelho móvel. A intenção também pode significar que os aparelhos móveis detecta que o usuário mantém o aparelho móvel em sua mão. A intenção também pode significar que o usuário pressiona um botão da caneta e a caneta indica isso para o aparelho móvel, por exemplo, usando uma transmissão sem fio de curto alcance. No 202, o aparelho móvel entra em um modo de escrita à tinta. O modo de escrita à tinta permite a entrada de dados diretamente na tela, relacionados com o estado bloqueado. Já no 204, os dados de entrada na tela, relacionados com o estado bloqueado é capturada enquanto o aparelho móvel permanece em estado bloqueado. Em outras palavras, o usuário não precisa iniciar separadamente um aplicativo, por exemplo, abrir o One Note para inserir dados na tela de entrada. Quando o aparelho móvel mostra uma tela relacionadas com um estado bloqueado, (por exemplo, uma tela de fechamento, uma tela em branco ou uma tela de relance), o usuário pode começar a escrever ou desenhar na tela imediatamente. Quando o usuário iniciar a entrada de dados diretamente na tela, relacionados com o estado bloqueado, é fornecida uma melhor experiência de usuário final. Fazendo com que a navegação e a interface de usuário sejam desnecessárias, tornando a experiência de anotações diretamente na tela de bloqueio o mais rápida possível, semelhante ao fazer anotações com uma caneta e papel. Além disso, uma nova camada de interação é criada com o aparelho móvel, é independente da interface visual de usuário. Esta camada permite que o usuário interaja, inserindo conteúdo para aparelhos móveis, por exemplo, usando uma caneta, ignorando completamente as desnecessárias interações que são necessárias para expressar a intenção de escrever, como abrir um app para isso. Além disso, o usuário também pode escrever na tela do aparelho, sem mesmo ter pressionando um único botão no aparelho móvel. Como efeito, o usuário não precisa perder tempo desbloqueando o aparelho móvel ou interagindo com funções de interface de usuário desnecessária. Além disso, como a intenção do usuário em escrever pode ser capturada através da detecção de aperto do usuário na caneta é possível se preparar para o ato de fazer anotações. Além disso, é possível criar uma versão mais barata da caneta sem conter componentes eletrônicos especiais. O usuário pode habilitar anotações apenas por uma ponta de caneta capacitiva na tela do aparelho móvel.

A implementação de alto nível é obviamente muito semelhante ao recurso de notas instantâneas da Samsung, que naturalmente se a Microsoft trouxer para o seu aparelho, poderiam usar os detalhes diferentes como sugerido acima.

Uma outra característica, que não precisa de introdução, já pode ser vista em outras plataformas, e a patente da Microsoft (US20160299613) define: DISPLAY DE SENSOR INTEGRADO de PRESSÃO, também conhecido como o 3D Touch da Apple.

patente-2

Esta patente é muito técnica e difícil de ser digerida, então vou resumir:

De acordo com um exemplo, um sensor de pressão 100 é usado para substituir um sensor de toque capacitivo convencionais, e o sensor de pressão é integrado dentro do dispositivo de exibição. O sensor de pressão não precisa de separação entre o sensor e um dedo; Consequentemente, a espessura das camadas pode ser reduzida. O sensor de pressão está integrado no dispositivo depositando camadas do sensor de pressão no interior do aparelho. Uma camada de material sensível de pressão tendo partículas é depositada entre o topo e a camada inferior. A condutividade do material sensível de pressão está configurada para mudar quando a camada experimenta deformação.

Curiosamente a patente da Microsoft concentra-se em exibir em displays maleáveis, dobráveis, embora a patente não dependa deste recurso.

Ambas as patentes foram arquivadas em abril de 2015 e publicadas recentemente, portanto, não está claro se eles se relacionam com um projeto em andamento, uma investigação, ou algo que nunca veremos a luz do dia.

No entanto, se a Microsoft incorporar suas ideias, junto com as melhores ideias de outras plataformas, fica claro que a Microsoft pode acabar entregando um telefone emblemático, poderoso e muito competitivo devido a tantos recursos. Até o uso das patentes também não pode ser descartado.

Entendo que este artigo ficou um pouco complicado, descrever patentes não é algo simples, então vou resumir para vocês com os vídeos abaixo.

Imagine um suposto “Surface Phone” com todos esses recursos apresentados nos vídeos, tudo em um só aparelho?

A Microsoft tem essa patente.

Fonte: MSPU

Share.

About Author