Porque Scalebound para o Xbox One foi cancelado?

0

Todo mundo já sabe que o jogo Scalebound foi cancelado. Ele seria uma criação feita por meio de uma parceria entre a Microsoft Studio e a Platinum Games, que é quem está por trás de jogos como o Bayonetta.

Apresentado ao público na E3 2014, muita gente ficou super empolgada com o novo game exclusivo para o Xbox One, isso porque ele seria um RPG de ação que podia ser jogado por até 4 jogadores simultâneos em modo cooperativo. Cada um deles contaria com um tipo “laço” com um dragão gigante (customizável) que o ajudaria em todas as suas batalhas, mas o balde água fria veio este ano quando a Microsoft anunciou que estaria cancelando o projeto.

O porquê do cancelamento não foi muito bem explicado pela Microsoft. Seu comunicado oficial sobre o assunto diz:

Após cuidadosa deliberação, a Microsoft Studios chegou a decisão de encerrar a produção de “Scalebound”. Estamos trabalhando duro para entregar uma programação incrível de jogos para os nossos fãs que serão lançados este ano, e isso inclui Halo Wars 2, Direct Geek, Crackdown 3, State of Decay 2, Sea of Thieves e outras grandes experiências. Para obter mais informações sobre nossos planos de 2017, por favor visite: https://news.xbox.com/2017/01/05/xbox-closes-milestone-year-in-2016/.

Ao que parece o principal motivo tem relação com problemas na engine e no desenvolvimento do game. Os problemas eram tantos que toda a equipe de engenheiros envolvidos no projetos teriam tirado férias coletivas na tentativa de aliviar um pouco a tensão, porém, isso de nada adiantou, pois no retorno de todos os mesmo problemas não foram sanados, então, esgotado o prazo para a finalização do projeto, sem um produto final de qualidade nas mãos, a Microsoft optou por cancelar tudo.

Pode ter sido doloroso o cancelamento, porém, mostrou que a Microsoft realmente não tem a intenção de entregar um produto mal acabado para seus usuários, ainda mais quando falamos dos exigente gamers.

Fonte: Windows Centraldirectgeek

Share.

About Author

Especialista em Ensino das Ciências e Matemática, Microsoft MVP - Windows Insider, músico, marido, pai, servo do Deus vivo e entusiasta dos produtos e serviços Microsoft. Carpe Diem!