Qual é o futuro do Windows 10 Mobile e dos atuais telefones da Microsoft?

0

O futuro do Windows Mobile 10 é um tema popular entre os fãs e críticos, desde que a Microsoft anunciou que o desenvolvimento do Windows 10 Mobile iria mudar-se para uma nova ramificação chamada “feature2” e ficaria estagnado por lá. Enquanto a Microsoft afirmou que esta mudança é insignificante, Zac Bowden, do Windows Central, que tem fontes dentro da Microsoft e não costuma errar, afirmou que a história é outra totalmente diferente: o desenvolvimento do Windows 10 Mobile foi separado do resto do Windows 10 em outras plataformas. Mas por quê?

A Microsoft separou o desenvolvimento do Windows 10 Mobile e o afastou do resto do Windows 10, porque o Windows 10 Mobile não é mais necessário para o que Microsoft está planejando para o futuro do Windows em dispositivos móveis.

As fontes internas sugerem que o próximo dispositivo móvel da Microsoft estará executando algo internamente conhecido como “Andrômeda OS”; uma versão do Windows que pretende ser modular o suficiente para rodar em qualquer fator de forma e como resultado, elimina a necessidade de um SKU do “Windows 10 Mobile” separado.

Trocando em miúdos, caro leitor, é basicamente o que, com muita propriedade, nosso querido amigo Marcio Vianna explanou no seu post que você pode conferir aqui. A Microsoft pode utilizar a versão Windows Team do Surface Hub em qualquer dispositivo, desde telefones, tablets, relógios, HoloLens, etc… ou seja, com esse projeto secreto revelado pelas fontes internas da Microsoft, chamado “Andrômeda OS” o Windows irá se adaptar a qualquer tamanho de tela e até em dispositivos sem tela. Sendo modular, a interface se adaptaria a qualquer tamanho “automagicamente”, facilitando a vida dos desenvolvedores UWP e fornecendo a experiência “One Windows”.

Devido a isso, Microsoft já não precisa de uma versão específica do Windows 10 para telefones, o que significa que o Windows 10 Mobile agora é redundante.

Esta é uma ótima notícia, exceto por um detalhe crucial; os atuais telefones Windows não serão atualizados para este “Andrômeda OS”. O que vai acontecer então com o meu e o seu Lumia?

Bem, primeiro, é importante entender realmente o que é o ramo de desenvolvimento feature2.

O ramo feature2

De acordo com as fontes, o ramo feature2 existe para continuar suportar a documentação interna da Microsoft que se refere como “legado de chips ARM” até o próximo ano e meio. Objetivo principal do ramo feature2 é continuar atendendo a dispositivos Windows 10 Mobile durante o ano de 2018 com correções de bugs, atualizações de segurança e novos recursos específicos. Também foi revelado que a Microsoft vai transportar novas APIs UWP que serão introduzidas na Redstone 3 e 4 no PC.

A razão pela qual essas APIs estão sendo “transportadas” e não nativamente introduzidas é porque o ramo feature2 tecnicamente roda a Redstone 2 sob o capô. Quando Microsoft mudou o ramo do Windows 10 Mobile para o ramo feature2, também congelou o desenvolvimento do OneCore na Redstone 2. Agora, considerando que o Windows 10 Mobile não vai se reunir ao resto do desenvolvimento do Windows 10, isto significa que o Windows 10 Mobile 10 ficará com a Redstone 2 para o resto da sua vida.

Então, para compensar isso, a Microsoft resolveu “transportar” novas APIs UWP que chegarão com a Redstone 3 e 4. Isto significa que, se um desenvolvedor de um determinado app utilizar qualquer uma das novas APIs UWP nos próximos lançamentos de novas versões do Windows 10, aqueles apps vão continuar funcionando na feature2, onde se encontra o Windows 10 Mobile atualmente e lá irá ficar. Isso deve dar mais um fôlego de vida para os atuais telefones Windows até o ano de 2018 e ao Windows 10 Mobile também.

Para quem não entendeu, a Microsoft, pegando como exemplo o Windows para PC, imagine que ela acabou de lançar o Windows 10 (que para os smartphones seria o Andrômeda OS), mas, os apps do Windows 7 (Windows 10 Mobile) irão todos funcionar normalmente nesta nova versão, a famosa retrocompatibilidade. Pode ficar tranquilo que o seu WhatsApp continuará funcionando por muito tempo ainda, assim como todos os apps disponíveis.

É por esta razão que não há nenhuma opção de “pular” para novas builds em dispositivos Windows 10 Mobile, como existe no PC, porque não há nenhum desenvolvimento da Redstone 3 ou 4 para o Windows 10 Mobile acontecendo internamente. Simplesmente não há o que pular. O único desenvolvimento do Windows 10 Mobile em curso agora é no ramo feature2, que como já estabelecemos, ainda é a Redstone 2.

Por um tempo, a Microsoft vai continuar a compilar versões da Redstone 3 do Windows 10 Mobile internamente, mas, apenas para continuar um desenvolvimento pequeno do CShell e dispositivos atuais da engenharia. No entanto, as fontes afirmaram que a partir do último mês, o CShell também não está vindo para os atuais telefones existentes do Windows. É também interessante notar que o esforço da Microsoft de transportar novas APIs para o Windows 10 Mobile 10 só está prevista até a Redstone 4, mas, isso pode mudar, quem sabe.

Suporte a apps não vão durar para sempre

Depois do encerramento de transporte de APIs, a vontade de comprar ou utilizar dispositivos com o Windows 10 Mobile irá cair muito rapidamente e suporte para apps UWP também. Com os desenvolvedores começando a focar em novas APIs para a Redstone 5, aqueles apps não poderão mais serem executados no ramo feature2 do Windows 10 Mobile, isto significa que dispositivos como o Lumia 950 e o HP Elite X3 rapidamente perderão o suporte dos apps depois desse momento, que se passará em meados de 2018 ainda. A Microsoft pode continuar a disponibilizar atualizações de segurança para o Windows 10 Mobile durante todo o ano de 2018 no entanto.

A Microsoft continuará produzindo builds do Windows Mobile 10 para o programa Windows Insider também e pode continuar a alinhá-los com as versões de PC, como a Fall Creators Update. Mas, como o desenvolvimento entre Mobile e Desktop agora é separado. A Microsoft pode optar por liberar atualizações programadas apenas para o Mobile, se quiser.

Então, em suma, a Microsoft está mantendo o Windows 10 Mobile ao redor até o futuro próximo para atender a seus usuários restantes. A empresa espera revelar sua próxima tentativa de emplacar o Windows 10 em um dispositivo móvel e que esteja pronto antes dela encerrar o suporte para o Windows 10 Mobile inteiramente, que esperamos que vai acontecer até o final de 2018.

Acho que é justo dizer que a próxima tentativa da Microsoft no Windows em dispositivos móveis é uma espécie de reinicialização, como ocorreu com os telefones existentes do Windows Phone 7 e 8. Atualizações para o Windows 10 Mobile feature2 serão pequenas e existem para atender aos poucos usuários que permanecem na plataforma, com a Microsoft focando agora em seu novo dispositivo móvel com o “Andrômeda OS”, que terá o CShell também, será a maior parte dos seus esforços.

Fonte: Windows Central 

Share.

About Author