Qual o sentido da Microsoft permitir o download do Ubuntu dentro da Windows Store?

0

Dentre grandes novidades anunciadas pela Microsoft no 2º dia da Build 2017, está a possibilidade de fazer o download do Ubuntu direto da Windows Store. Será possível baixar e instalar este sistema operacional open source inteiro em sua máquina com Windows. Além disso, também será possível baixar pela loja o Suse e o Fedora, mas esses são focados no subsistema linux contido no Windows.

Mas, qual é o propósito da Microsoft com tamanha ação? A razão é bem simples: a Microsoft quer transformar o ambiente Windows e sua ferramentas para desenvolvedores no mais produtivo e versátil ambiente de desenvolvimento de todos os tempos.

Eles sabem que os desenvolvedores de aplicativos gostam de usar o Linux. E olha que isso não é tão recente assim, tendo em vista que eles já tinham disponibilizado uma maneira de eles usarem Linux no Windows desde o ano passado por meio do Windows Subsystems for Linux.

Antes que alguém também esqueça, ano passado eles lançaram uma versão para Linux do sistema de gerenciamento de dados SQL Server. Essa medida, portanto, é mais uma maneira incentivar os DEVs a usar os sistemas da Microsoft, para que eles continuem criando aplicativos que possam ser vendidos também na Windows Store.

De uma forma geral, todos nós já sabemos que a Microsoft tem se aproximado bastante da comunidade open source, algo impensável nos tempos pré-Nadella. Tanto que a Microsoft atualmente doa mais de US$ 500.000 para a Fundação Linux, já investiu no CyanogenMod, entre muitos outros projetos desse tipo.

A ideia é atrair toda a comunidade de desenvolvedores para dentro da ambiente de desenvolvimento da Microsoft, que tem como centro o Visual Studio e a plataforma universal do Windows. Para quem não sabe, usando o Visual Studio é possível criar um aplicativo para iOS, Android e Windows basicamente ao mesmo tempo por meio de um magnífico aproveitamento do código.

Ferramentas como o Xamarin e o novo .NET Standard 2.0 para UWP e o XAML Standard, que virão no final deste ano para fazer os desenvolvedores web, C ++, .NET ou UWP amarem desenvolver no Windows, são bons exemplos de que a MS está criando um mega ultra top plus ambiente de desenvolvimento multiplataforma. Se isso não atrair mais desenvolvedores, não sabemos o que mais pode fazê-lo.

Share.

About Author

Especialista em Ensino das Ciências e Matemática, Microsoft MVP - Windows Insider, músico, marido, pai, servo do Deus vivo e entusiasta dos produtos e serviços Microsoft. Carpe Diem!