Sábado, 17 de Novembro de 2018
Home Aplicativos

Qualcomm: aplicativos de Desktop não afetarão a vida útil da bateria de dispositivos ARM

16/01/2018 109 0
Qualcomm: aplicativos de Desktop não afetarão a vida útil da bateria de dispositivos ARM

Desde o lançamento do primeiro laptop com o Snapdragon 835 da Qualcomm + Windows 10 ARM64 no ano passado que uma pergunta vem ressoando web a fora… e o desempenho dessas máquinas em comparação com as tradicionais que usam chips x86? Bem, a resposta para essa pergunta está sendo construída aos poucos, já que os dispositivos com o chip de arquitetura ARM da Qualcomm ainda estão chegando ao mercado, mas, neste momento, a própria Qualcomm resolveu falar sobre o assunto, ao menos no que se refere ao consumo da bateria dos dispositivos…

Windows10-Qualcomm-Snapdragon-1024x576

Já ouvimos dizer que a autonomia de dispositivos como laptops com um Snapdragon 835 é de cerca de 20h ininterruptas e, segundo a Qualcomm, essa autonomia não será afetada quando o usuário optar por usar um aplicativo criado especificamente para desktops. Dessa maneira, os PCs baseados em ARM poderiam executar aplicações Win32 tão eficientemente quanto as aplicações UWP e ainda oferecer uma vida útil incrível da bateria.

Conheça o Asus NovaGo com Windows 10 ARM64 e Snapdragon 835

Quem falou sobre isso foi Don McGuire, vice-presidente de Marketing de Produtos Globais da Qualcomm. Veja o que ele disse sobre o assunto:

“Para ser franco, realmente estamos além das nossas expectativas. Nós estabelecemos uma meta bem audaciosa para nossos desenvolvedores, e agora estamos indo para além disso …

Cristiano Amon, EVP na Qualcomm Technologies, mais tarde afirmou que uma configuração típica poderia atingir até 29 horas de visualização ininterrupta em aplicações como a Netflix quando o dispositivo estiver conectado a uma rede Wi-Fi, e em um modelo equipado com LTE / Wi-Fi até 20 horas seria razoável. A título de comparação, um Surface Pro típico promete apenas 9-10 horas de reprodução de vídeo sem Wi-Fi, colocando o modelo ARM em uma classe diferente. Segundo Amon, usuários de um dispositivo Windows baseados em ARM só precisarão carregar seu dispositivo “a cada dois dias ou mais“.

Relatórios vindos do Neowin mostram que os primeiros testes com o processador da Qualcomm em um PC com Windows 10 foram surpreendentes e que se uma aplicação Win32 roda bem num chip da Intel, vai rodar bem num chip da Qualcomm.

É muito bom saber disso e tais afirmações já nos dão uma prévia do que podemos esperar desses dispositivos baseados em ARM. Não deve demorar até vermos um novo Surface equipado com um Snapdragon 835 ou mesmo com o novíssimo Snapdragon 845. As possibilidades são inúmeras e 2018 promete ser o ano do ARM…

Fonte: MSPoweruser

Compartilhe:

Comentários: