Resultados da Microsoft em Q3 de 2015 são promissores com relação a seus hardwares

0

Microsoft-Logo-20121

A Microsoft divulgou hoje seus resultados dos últimos três meses de 2015. Tem coisas boas, outras ruins e outras mais ou menos. Começando pela receita total da Cia, temos um montante de U$ 21,7 bilhões com um lucro na casa dos U$ 4,98 bilhões.

Antes o patinho feio da Cia, o tablet Surface, mais precisamente sua versão Pro 3, finalmente começou a dar lucro, e muito lucro, e passou a ser quase que uma galinha dos ovos de ouro. Ele registou um crescimento de mais de 44% com relação ao mesmo período do ano passado. As receitas com o gadget saltaram para a casa dos U$ 713 milhões.

O Surface Pro 3 é o modelo mais atual do Tablet e custa U$ 699

A linha Lumia também conquistou mais fãs e registou um crescimento de 18% em comparação com o mesmo período de 2014, com um total de 8,6 milhões de unidades vendidas. Esse número só não foi maior do que o volume vendido no final de 2014, devido as compras de natal e do black Friday. Mesmo tendo crescido em volume de vendas, o Windows Phone amargou um prejuízo de 16%.

Lumia-540_Dual-SIM_feat

O Windows e o Office também andam sofrendo um pouco com toda a mudança no mercado de tecnologia, como o abandono dos desktops. Tanto que o Office sofreu com uma queda de 41% no número de licenças vendidas para consumidores comuns, porém, houve um aumento com relação a receita do pacote de softwares para produtividade em suas vendas para pessoas jurídicas. Já o Windows registou uma queda de 22% em suas vendas para consumidores comuns.

Esses números do Office e do Windows devem mudar com a chegada do Windows 10 e com a popularização do Office 365, o que ainda levará um certo tempo. Só a título de informação, atualmente o Office 365 já possui mais de 12,4 milhões de assinaturas. A Microsoft sabe do poder da computação em Nuvem, tanto que as receitas geradas pelo Azure e outros serviços em Nuvem deram um salto de mais de 106%, o que nos leva a crer que ela tomará esse caminho daqui para frente, e isso inclui o Windows 10 e sua integração com serviços em Nuvem, como OneDrive e outros.

Office 365 Onedrie

A empresa evitou falar sobre montantes de vendas do Xbox One e 360, porém, registrou uma queda de 24% nas receitas com o console. Tudo isso devido à queda no preço do vídeo game em diversos mercados, com foco na concorrência com o PS4, como também no fim da carreira do Xbox 360, que já está meio que ultrapassado.

Fontes: The Verge

Share.

About Author

Especialista em Ensino das Ciências e Matemática, Microsoft MVP – Windows Insider, músico, marido, pai, servo do Deus vivo e entusiasta dos produtos e serviços Microsoft. Carpe Diem!