[Rumor] Relógio inteligente da Nokia pode ser lançado em 2014

42

Parece que a parte da Nokia que não foi vendida para a Microsoft não vai simplesmente focar apenas em redes e outros serviços. Segundo rumores do NokiaPowerUser, a empresa tem planos para lançar um tipo de relógio inteligente em Q3 de 2014.

nokia morph conceito relógio inteligenteAlex Meyer é quem está a frente do projeto. Ele que é chefe da divisão de dispositivos emergente da Nokia. O smartwatch deverá contar com elementos dos conceitos: Nokia Kinetic (não Kinect e do Nokia Morph. O primeiro é um dispositivo baseado em comandos executados com torções ou flexões da tela. Já o Morph é um dispositivo flexível que pode assumir diversas formas (veja os vídeos abaixo).
 

 

 
Ambos os dispositivos parecem ter saído de um filme de ficção científica como mostram os vídeos acima, e dificilmente o relógio da Nokia terá essa aparência, porém, quem sabe não veremos alguns elementos conceituais destes no gadget. Agora só resta saber se o relógio irá rodar o Windows Phone ou outro qualquer.

Fontes: WMPoweruser

Share.

About Author

Especialista em Ensino das Ciências e Matemática, Microsoft MVP – Windows Insider, músico, marido, pai, servo do Deus vivo e entusiasta dos produtos e serviços Microsoft. Carpe Diem!

  • Pingback: Nokia registra patente de uma bateria flexível para dispositivos móveis()

  • Renato

    Queria saber qual é a inteligência deste relógio e dos outros?

  • Guilherme

    Heinneken Clock?

  • Wallace Mote
  • Israel Alves

    Alguém que tem Lumia 920 poderia me informar o quanto dura a bateria? O meu está drenando muito rápido 25%/h apenas fazendo uso do app Twitter e acessando websites. É assim mesmo? Estou com meu lumia 920 a semana.

    • Cleyton Santos

      Eu tenho um tipo se usar mt recarrego ele duas ja cheguei até 3 vezes num dia é normal pq a rede de dados ou wi-fi consome muito.

      • Israel Alves

        Então deve ser normal! Eu estava usando o lumia 720 por isso estranhei! Vou fazer o gerenciamento de energia que fazia quando usava o iPhone que tem uma bateria bosta

    • Fábio Radicchi Belotto

      Atualiza tudo, sei que rolava um bug com o Twitter que comia bateria, não sei se resolveram. O meu leva uns 8% por hora, se estiver de boa. 25% por hora é com uso pesados (jogos, etc)

  • Franknaldo Gomes

    quem adquirir seu Morph vai poder dizer: “é hora de morphá” rsrsrs

    • Babaca

      Boa

    • Firmo

      kkkkk, que sem graça…

  • Cortana

    Só acho que a Nokia deve perder ainda mais força, daqui uns dois anos a Microsoft deve fazer uma oferta pelo serviço de mapas e levar tudo o que restou da empresa.

    • Firmo

      Devemos nos conformar a NOKIA foi pra fita…

    • Até porquê, não faz sentido o Bing Maps e Here Maps… Um dos dois terá que sair do WP…

      • Renato

        Ta parecendo

  • Realmente espero que não seja verdade, apesar de que não faz parte da Nokia da Microsoft. Ter recursos gastos com coisas inúteis como um relógio de pulso não seria nada bom para uma empresa com tantos problemas financeiros.

    O Morph é um conceito fantasioso demais para se tornar realidade tão cedo.

    • Wesley B. Peres

      Anos atrás o celular era um recurso inútil: “pq vou querer isso se tenho meu telefone fixo?”
      Inútil é Big Brother e esse tipo de coisa, tecnologia tá aí pra evoluir sempre 😉

      • Firmo

        Concordo, mas que o google glass vai deixar as pessoas mais dontes ainda, isso vai.

        • Wesley B. Peres

          Também concordo com vc nesse ponto. Já não é novidade em ônibus, praças e qualquer lugar, pessoas de cabeça baixa olhando para o celular. Ou ainda em uma reunião de amigos o pessoal só mandando twitter e blá blá blá…
          Fazer o que… nos acostumamos com isso =/

          • Firmo

            Pois é, tomara que o bom senso prevaleça…

      • Era? Talvez para uma pequena parcela que não sai de casa. Para todo o resto, foi uma revolução.

        Ademais, não é porque uma coisa PODE ser feita que ela PRECISE ser feita. Projeto imbecil é campeão por aí.

        • Wesley B. Peres

          No começo o celular era gigante e pesadíssimo. Não tinha sinal, era inconveniente, mas evoluiu!!!

          Sim, poder não é dever. Por isso se as empresas PODEM e querem elas fazem. Por que não fazer? Vai desperdiçar o cérebro?

          Maior prova de que não precisava mas foi feito: KINECT
          http://www.xbox.com/pt-BR/Kinect/Kinect-Effect

          Não era necessário no mundo dos jogos, mas as pessoas viram seu potencial e usam ele para outras coisas, para melhorar a vida das pessoas a sua volta.

          Vi que você falou sobre: “a) é um relógio; b) autonomia; c) tela touch; d) design (não confundir com aparência – esse é um erro comum); e) resistência.” Você está se limitando a achar que os adolescentes vão usar esse tipo de tecnologia… quem sabe alguém não ache algum uso melhor para ele? Não, eu não tenho uma resposta para você neste exato momento, mas para encontrar uma utilidade em algo, primeiro é necessário CRIAR!!!

          • Percebo que você acha que devemos criar soluções para problemas que não existem, é isso?

            O Kinetic, um produto FRACASSADO para o que se prestava (jogos), foi o advento de algo que simplesmente não existia, ao passo que o relógio já está na lida há um bom tempo e tem sua função muito bem definida. Não dá de comparar uma coisa com a outra

            Volto a frisar: uma empresa quebrada não deveria investir em algo tão desnecessário e com tanto potencial de morrer na praia como um relógio complicado. A atual situação da Nokia não foi por falta do que criar, mas por se apegar demais a um velho moribundo.

          • Wesley B. Peres

            Você pelo menos visitou o link que postei???

            “Percebo que você acha que devemos criar soluções para problemas que não existem, é isso?”
            Aqueles problemas os quais foram resolvidos com o Kinect não existiam antes?

            Percebe-se que ao enxergar fracasso no Kinect você demonstra a total falta de senso tecnológico.

            “uma empresa quebrada não deveria investir em algo tão desnecessário”
            A Apple já quebrou e voltou com o Iphone…

            Cara, volte para o Windows 95 e o seu celular sem internet 😉

            Volto a frisar: Tecnologia é feita para evoluir!!!

          • O Kinetic É um fracasso para o qual foi projetado: jogos. Que existem projetos legais que fazem uso dele, eu nem citei, mas nenhum jogo desenvolvido faz uso dele de forma decente simplesmente porque a tecnologia nele é pífia para jogos. Isso é fato. Foi isso que eu disse.

            A Apple voltou com uma revolução e ela já era rica com o conjunto iPod/iTunes – o iPhone foi apenas o caminho natural de algo muito maior. Transformou algo que todo mundo queria em algo que todo mundo poderia usar. Um relógio que minera bitcoin não vai mudar o mundo se não ficar 10min ligado.

            E você volte para sua dimensão, onde pôneis têm asas e as leis da física não regem o cotidiano.

          • Wesley B. Peres

            Se vc não leu o primeiro comentário que citei o Kinect eu já disse que para jogos ele não foi bem.

            “Maior prova de que não precisava mas foi feito: KINECT
            http://www.xbox.com/pt-BR/Kine
            Não era necessário no mundo dos jogos, mas as pessoas viram seu potencial e usam ele para outras coisas, para melhorar a vida das pessoas a sua volta.”

            Pôneis nem tem haver com tecnologia ¬¬

            Deveríamos continuar com relógios solares e nunca evoluir (Y)

    • Diego Angeli

      A empres está hoje com tantos problemas financeiros justamente pq algm la dentro pensou dessa forma anos atrás… Smartwatches podem ser the next big thing…

      • Não será. SmartTV, até hoje, não ganhou o público justamente por querer complicar o que funciona, muito bem obrigado, como é. Entupir de recursos inúteis algo que deveria, simplesmente, funcionar, não vai ser nenhum “The Next Big Thing”. O 3D tá ai pra servir de testemunha.

        • Diego Angeli

          Cara, todo jogo tem ganhadores e perdedores. TV 3D não deu certo, todo mundo acha ruim e ainda assim vende bastante e é difícil achar alguns filmes no cinema em versão normal as vezes. Porém, ela ta ai pra abrir novas fronteiras, assim como o Palm não deu certo mas abriu uma brecha pra invasão de smartphones. (fora que alguns conceitos de SmartTV deram mto certo sim, como o Netflix).

          Lembro que os primeiros smarts tinha uma galera que desdenhava dizendo que “fazia tudo menos ligação”. Hoje essa galera se amontoa pra comprar um iphone. Se qlqr um pudesse vir aqui num forum e advinhar oq será um boom no futuro, seríamos todos mihonários.

          Há quem diga que 41 megapixels é aumentar o que já é suficiente…

          • O 3D é um fracasso retumbante. A experiência é sofrível. As TVs vendem por causa do papo de vendedor de que “com 200 reais a mais, você leva uma tv com todos os recursos”. Ninguém gosta da idéia de comprar coisa capada.

            Conceito de SmartTV? O Netflix é ANTERIOR a qualquer tv com internet. A ideia surgiu para PC, e depois foi espalhando. Da até pra dizer que SmartTv é conceito de Netflix.

    • Acho q os relógios inteligentes vão ser tendência logo logo. Pela praticidade, design e utilidade. Usaria um com certeza. Sou loucos por relógios ia cair muito bem pra mim.

      • Não é prático e, certamente, o design vai bater de cara, e com força, em um ponto chato: realidade.

        • design feio? kkkk. vc ai ta vendo um conceito cara, uma peça de filme. Esqueça q não vai existir isso ai.

          • Onde você leu “design feio” no meu comentário? De qualquer forma, design não é aparência (ao menos, não só isso) e um relógio que não seja como o Morph (ou seja, completamente irreal para a atualidade) vai ter sim o problema de ser um relógio.

          • ta!!!! seu gosto é seu gosto, eu n consigo enxergar o problema de ser relógio que c diz … se o produto é feito pra ser relógio entre outras coisas…

    • Babaca

      Prezado,

      Favor discorrer sobre o assunto. Qual a razão para achar o gadget inútil? Baseado em que? Referências?

      Ficamos no aguardo, caso seja de seu interesse engajar em uma discussão saudável.

      • Sem querer me alongar muito: a) é um relógio; b) autonomia; c) tela touch; d) design (não confundir com aparência – esse é um erro comum); e) resistência.

        Você realmente gostaria de recarregar seu relógio 3x por semana só para ter a conveniência de ter o pulso vibrando quando receber uma ligação?

        • Diego Angeli

          Por ser um relógio, provavelmente pode ter uma autonomia razoável. Não entendi o “tela touch” como um ponto negativo.

          Não gostaria de recarregar meu relógio 3x por semana para ter a conveniência de um alerta de ligação, mas recarregaria 1x por semana se pudesse deixar meu celular na mala e mudar minhas musicas por bluetooth no relogio por exemplo… ou pra ler a ultima msg que eu recebi sem ter que tirar o celular do bolso só pra ver que era algm me dizendo que ganhei 30 mil reais e tenho que ligar pra um numero de celular do Amapá pra retirar o premio….

          • Explicando: a) pequeno demais, fica exposto demais, pendurado no pulso, pronto para ser batido em qualquer coisa; b) vide “a” – espaço reduzido = bateria menor, junte a isso um monte de recursos e uma tela touch e a autonomia vai no pé; c) vide “a” e “b”, qualquer interface seria minúscula para se digitar; e) vide “a” e “c” – altamente quebrável, a menos que inventem uma tela forte (Gorilla Glass é uma piada); d) vide “a”, “b”, “c” e “e” – fazer algo que seja pequeno, resistente, com duração de bateria e seja perfeitamente usável é algo que não é para uma empresa sem grana para investir.

            O Morph seria a solução, mas ele ainda não existe neste lado do Universo.

          • Diego Angeli

            a) todo relógio/gadget está sujeito a isso. A lateral do meu L925 não brilhou em cinza intacto por muito mais de uma semana; b) e e) está ai o desafio… se fosse fácil a LG tinha feito já; c) acho q o intuito não é digitar, é no máximo visualização e comandos simples; d) de novo, you need money to make Money, sem contar que a parte não vendida não está quebrada e a parte vendida tem a grana da msft

          • Sujeito a ficar pendurado, completamente exposto, e suscetível àquela quina na altura da sua cintura? Aham…

            Algo nos moldes do que a Sony e a Samsung estão lançando não tem o mínimo de condição de virar moda (especialmente rodando aquele conjunto de bugs chamado Android). É vaporware.

            Talvez com o grafeno melhor avançado, possam desenvolver algo que combine durabilidade com autonomia, mas com o que se tem hoje, beira o conto de fadas.