As palavras “atualizado anualmente” são assustadoras para os fãs obstinados de qualquer série ouvirem. As atualizações anuais se traduzem em menos tempo de desenvolvimento dos recursos que impressionam a todos e mais tempo gasto aplicando melhorias incrementais em várias áreas menores e menos substanciais do jogo. Dessa forma, Skate 3 foi vítima dos sintomas de uma atualização anual com pequenas melhorias desprovidas de qualquer recurso para o jogo. No entanto, para os novatos da série, ele é o melhor jogo da franquia. Inclusive, é o único que deve ser comprado, porque há uma tonelada de skates legais. Entretanto, se você mergulhar nos dois primeiros patins, poderá esperar a próxima iteração.

Veja também a análise completa do Apex Legends

Interação com seus amigos

Skate 3 tenta dar aos jogadores uma sensação de camaradagem com jogadores de IA e humanos reais que podem se juntar à sua equipe de patinação. O objetivo do modo de carreira do Skate 3 é criar uma nova marca de skate e seus amigos eventualmente se conectam para ajudá-lo. Entretanto, a história real tenha pouco peso. Além disso, para que eles se juntem, é preciso obter notoriedade. Depois de atingir um nível suficientemente alto de credibilidade nas ruas, que são acompanhadas por uma espécie de gráfico de vendas, você obterá seu primeiro companheiro de equipe

Você pode personalizar seus companheiros com a mesma facilidade que o seu próprio skatista. Dessa forma, você pode utilizar novas mercadorias, diferentes plataformas, rodas e tudo o mais que você puder imaginar. O ponto forte é que se um amigo da sua lista de amigos criou um skatista no Skate 3, você pode usar o modelo de personagem no seu time. Inclusive, não é necessário fazer upload da parte deles.

Skate 3
Conheça Skate 3 e veja tudo sobre esse clássico – Foto: Divulgação/Skate 3

Obviamente, esses companheiros de equipe só entram em jogo cerca da metade do tempo. Entretanto, é claro que isso depende de como você quer jogar. Na maioria das vezes, você está completando desafios como Own The Spot (ou Lot), Deathraces, Hall of Meat (agora você pode ativar o modo Hall of Meat no qual atribui uma pontuação a cada pontuação que fizer) e outros casos individuais.

Desafios

Felizmente os desenvolvedores incluíram muitos desafios a serem enfrentados. Portanto, há atividades de equipe suficientes para se manter mais feliz. Meus favoritos são os concursos de equipes que colocam seu esquadrão contra outro em várias rodadas de skate, cada uma com um conjunto de regras diferente. 

Às vezes, você terá que fazer o salto mais longo, outros são tão simples quanto atingir a pontuação mais alta como um time. É uma pena que as atividades exclusivas da equipe (algo separado dos tipos de desafio usuais) não tenham sido criadas para realmente alavancar o fato de você ter skatistas amigáveis ??pela primeira vez na série. Infelizmente, a dinâmica da equipe do Skate 3 não se estende muito além de simplesmente dar a você alguns amigos para construir sua pontuação. Felizmente, o mecânico da equipe paga mais dividendos do que online.

Quase todos os desafios do jogo podem ser jogados online. A Black Box sabiamente tornou a progressão da carreira persistente, seja jogando on-line ou não, por isso não há razão para que você não deva enfrentar um desafio quando um amigo o convida a fazê-lo. Existem alguns aspectos interessantes de se jogar online, especialmente quando você tem dois amigos conversando bem em seu ouvido sobre como a pontuação deles no 1UP apenas superou a sua pontuação. Portanto, embora haja certamente alguns aspectos interessantes do jogo em equipe, parece um recurso que teria ficado no banco de trás de um jogo com mais tempo de desenvolvimento. Ou isso, ou expandido para criar um tipo de MMO de skate.

Nota: nunca pude testar as habilidades online do Skate 3 em servidores cheios, por isso não podemos falar sobre esse assunto.

Uma espécie de rede social

Skate 3
Conheça Skate 3 e veja tudo sobre esse clássico – Foto: Reprodução/IGN

Outra construção nova no Skate 3 é uma espécie de rede social que permite aos jogadores visualizar o que é chamado de “skate.feed”. É claro que atualmente, isso é comum, mas na época era uma verdadeira mudança. O feed mostra a atividade de seus amigos quando se trata de postar clipes, gráficos para uso em seus painéis e compartilhar outro conteúdo. Mas por que manter todas essas pequenas bugigangas confinadas ao mundo do Skate? Eu sinto que a EA poderia realmente alavancar essa infraestrutura social se a tivesse transportado para o Facebook ou outro meio de rede social. Inclusive, isso poderia ter sido feito de forma fácil, até mesmo na época. A capacidade de fazer upload do meu clipe de escancarar aquele cano traiçoeiro e enferrujado teria muito mais peso se todos os meus mais de 2 mil amigos do Facebook pudessem ter visto.

Criador do parque

O novo criador do parque faz um bom trabalho ao expandir os aspectos de criação de linha do Skate 2, mas realmente não avança na metodologia usada para criar coisas no jogo. Por exemplo: prefiro criar trilhas no ModNation Racers (desenvolvidas ironicamente por ex-funcionários da Black Box) do que criar parques no Skate 3. O processo ainda é um pouco complicado às vezes no Skate, embora tenha sido aprimorado em relação ao jogo do ano passado. Mesmo assim, eu teria gostado de passar horas criando um parque muito mais se houvesse uma mecânica projetado para compartilhá-lo com toda a Internet, em vez de simplesmente passá-lo para somente meus amigos no Skate 3.

O criador do parque é sem dúvida legal para quem gosta de criar o seu próprio playground de skate. Entretanto, há frustrações definidas que o impedem.

Jogabilidade

Felizmente, a jogabilidade padrão no Skate 3 é extremamente sólido e supera com facilidade o que vimos na série Tony Hawk pela última vez. Os truques ainda são realizados com o analógico esquerdo e direito. Dessa forma, o manípulo esquerdo controla o seu corpo e o direito controlando o skate. Por fim, os “gatilhos” direito e esquerdo são para agarrar. 

Outros botões funcionam de vez em quando, mas na maioria das vezes tudo é bem compartimentado e relativamente fácil de entender, apesar da quantidade impressionante de profundidade.

Câmeras

Os skatistas também perceberão uma nova opção para usar um ângulo de câmera alto ou baixo durante uma viagem pela cidade. No começo, pensei que o alto ângulo da câmera me faria sentir mais em casa graças aos meus anos com a série Tony Hawk, mas no final do dia me vi voltando ao tradicional baixo ângulo da câmera do Skate. Tudo, desde moagens até alinhar seu skate com o solo, era mais fácil ao visualizar as coisas mais perto do nível do mar, ou seja, de baixo.

Dificuldade

Conheça Skate 3 e veja tudo sobre esse clássico – Foto: Reprodução/IGN

Os novos jogadores também perceberão que há uma nova dificuldade fácil se a complexidade de alguns dos desafios mais difíceis do Skate for assustadora no começo. Grinds, flips e pulos são muito simplificados quando se joga com facilidade. É perfeito para todos os novatos por aí e que não tiveram bagagens no jogos anteriores ou até na vida real. Se você é um veterano da franquia Skate, experimente o novo modo difícil. É o skate mais fiel à vida já visto na série e certamente será um verdadeiro desafio para os melhores jogadores. 

Depois de fazer alguns truques que considero dignos de consumo público (independentemente do nível de dificuldade), você pode editar facilmente um clipe e carregá-lo para que todos possam ver usando o sistema social legal. Entretanto, é claro que o seu alcance será limitado, como já mencionei anteriormente.

Divertido

A jogabilidade no Skate 3 é tão divertida e variada como sempre foi na série, mas não é muito diferente do que vimos antes. Jogar Jason Lee (interpretando seu agora patenteado personagem My Name Is Earl) como seu instrutor de skate é um toque agradável, a lista de profissionais contra os quais competir é tão extensa quanto sempre, e o skate é o passeio mais puro do mundo. Entretanto, acredito que o jogo sai um pouco caro na época. Inclusive, é difícil saber se o investimento iria valer a pena, já que um ano antes foi lançado o Skate 2. Como já dito, os jogadores na época ficaram ficaram um pouco desapontados com o novo conteúdo que o Skate 3 oferece no “departamento” de jogabilidade e vários outros “departamentos”.

Conheça Skate 3 e veja tudo sobre esse clássico – Foto: Reprodução/IGN

Uma área que tem recebeu atenção minha foi o seu “departamento de áudio”. Embora a trilha sonora seja da alta qualidade usual do EA Trax, outros aspectos, como a adição de Jason Lee, que faz uma sinuca durante uma sessão, e um locutor ousado que aparece durante os concursos mais organizados, fazem um trabalho maravilhoso ao alimentar suas travessuras de skate. Dessa forma, pelo menos quando se trata da qualidade sonora, não há o que reclamar.

Conclusão

O Skate 3 não é de modo algum uma adição decepcionante à série, mas ele não teve um salto relvante em comparação ao Skate 2. Fico pensando na decepção dos usuários que investiram seu dinheiro no Skate 2 e no ano seguinte compraram “praticamente” o mesmo game. Felizmente, a jogabilidade é uma ótima representação virtual mais impressionante do skate e o exceletne tratamento de áudio irá encantar os fãs da série. Suponho também que se você estava sedento por jogar em equipe cooperativa online, então esta edição vai saciar sua sede. Entretanto, devido a inatividade dos servidores, talvez seja difícil encontrar alguém online. Por fim, se caso você tenha jogado o Skate 2 e procure uma sequência verdadeiramente revolucionária e progressiva, o Skate 3 não se encaixa.

Fonte: IGN

Gostou? Você jogou Skate 3? O que você achava do game? Deixe seu comentário. Além disso, não se esqueça de entrar no nosso grupo do Telegram. É só clicar na imagem azul que está abaixo!