Domingo, 16 de Dezembro de 2018
Home Xbox

Sony critica Microsoft, mas lança programa de retrocompatibilidade para PS4

21/09/2018 2559 0
Sony critica Microsoft, mas lança programa de retrocompatibilidade para PS4

Na metade do ano passado a Sony, produtora do Playstation, criticou o programa de retrocompatibilidade da Microsoft, programa esse que permite aos usuários do Xbox One, One S e One X, baixar e jogar títulos do Xbox 360 e do Xbox Original. Na época, a japonesa afirmou que:

“Quando nós flertamos com a retrocompatibilidade, posso dizer que este é foi um dos recursos os fãs mais requisitam, mas, de fato, eles quase não usam. não usados muito de fato”. Ao menos foi o que disse um executivo da marca revista Time.

A Sony se apoiou em dados de uma empresa chamada Ars Technica, que teria vasculhado dados dos servidores da Xbox Live e acreditava ter descoberto que um pequeno número de usuários de Xbox One realmente usam a retrocompatibilidade. Cerca de 1,5% dos gamers jogam algum título antigo, porém, os dados estavam incorretos, tanto que a Ars Technica liberou uma nota afirmando que ERROU com relação ao dados apurados acima. A média de uso de jogos retrocompatíveis por donos de um Xbox One é muito maior do que a divulgada inicialmente. Veja a nota completa aqui.

Porém, mesmo depois das críticas, a Sony lançou o seu próprio programa de retrocompatibilidade via Playstation Now. Muita gente ficou animada com a novidade até descobrir que o programa previa a jogatina apenas via Streaming, ou seja, você não podia baixar o game, só podia jogar via Streaming. Clientes com uma internet não muito boa sofreram por não conseguir uma boa experiência.

Agora, depois de muita insistência dos fãs, a empresa finalmente resolveu liberar o download dos jogos do PS2 para o PS4. Mesmo assim apenas alguns títulos selecionados podem ser baixados para a memória do console para serem executados off-line. Mais precisamente os títulos que estão disponíveis no sistema de remasterizações leves oferecido pela Sony. Os jogos do PS3 retrocompatíveis continuam disponíveis apenas via Streaming.

Enfim, terminou que a japonesa adotou um estratégia que ela mesma criticou. Esperamos que isso sirva de lição para a empresa que também já criticou bastante o Cross Play multiplataforma. Tempos atrás um executivo da empresa disse que não permite o Crossplay com jogadores da Xbox Live e Nintendo Switch porque não quer expor seus usuários e, em muitos casos, as crianças à influências externas. Ou seja, deu uma desculpa infundada para uma novidade que surgiu dos anseios dos usuários mais do que do interesse das empresas e que já é considerada uma tendência do futuro desse mercado.

Fonte: PlayStation Blog/Brian Dunn

Compartilhe:

Comentários: