Sony fala mal da retrocompatibilidade, Crossplay e do Xbox One X…

0

A Sony, produtora do Playstation, parece estar se doendo e muito com as novidades que a Microsoft tem trazido para o mercado de vídeo games e tem soltado diversas críticas a vários serviços e produtos de Redmond.

Retrocompatibilidade de jogos antigos na linha Xbox One

Sobre isso, o executivo Jim Ryan da Sony disse:

“Quando nós flertamos com a retrocompatibilidade, posso dizer que este é foi um dos recursos os fãs mais requisitam, mas, de fato, eles quase não usam. não usados muito de fato”. Ao menos foi o que disse um executivo da marca revista Time.” 

A Sony se apoiou em dados de uma empresa chamada Ars Technica, que vasculhou dados dos servidores da Xbox Live e acredita ter descoberto que um pequeno número de usuários de Xbox One realmente usam a retrocompatibilidade. Cerca de 1,5% dos gamers jogam algum título antigo.

[Atualização em 15/06/2017 as 16:41h] A Ars Technica liberou uma nota afirmando que ERROU com relação ao dados apurados acima. A média de uso de jogos retrocompatíveis por donos de um Xbox One é muito maior do que a divulgada inicialmente. Veja a nota completa aqui.

Sobre tudo isso, a Microsoft disse:

Tradução livre: “Eu discordo. Queremos que os jogadores joguem os melhores jogos do passado, presente e futuro. É o que os jogadores pediram”.

Quando questionado sobre os números da Ars Technica, ele disse:

Tradução livre: “Levantar alguns dados de servidores dá uma visão imprecisa do que as pessoas fazem”

Então, sobre isso, acredito que a Microsoft entende que a retrocompatibilidade é essencial, até porque é um desejo dos clientes e são eles quem mandam. Se o usuário quer baixar um título antigo, mas só o joga eventualmente, ele não quer saber. O usuário quer saber que o jogo está lá para quando o desejo vier.

Sobre o CrossPlay

Na E3 2017 a Microsoft anunciou que Minecraft iria unificar seus jogadores das plataformas Xbox One, PC, Nintendo Switch e mobiles, mas o PS4 ficou de fora pois a Sony não aceitou a proposta. O motivo?

Novamente Jim Ryan da Sony foi o porta-voz da empresa e disse disse em uma entrevista à Eurogamer que a Sony não permitiu o Crossplay com jogadores da Xbox Live e Nintendo Switch porque não quer expor seus usuários e, em muitos casos, as crianças à influências externas.

Nessa linha de raciocínio Ryan deveria sugerir a retirada imediata de “The Playroom” da PSN, tendo em vista que este jogo contém cenas pornográficas de nudez explícita e foi até mesmo banido de serviços de Streaming de jogos por isso.

Sobre isso, Phil Spencer, chefe da divisão Xbox dentro da Microsoft, disse:

“Eu adoraria que os jogadores de todas as plataformas ficassem conectados… O fato de que alguém poderia fazer uma afirmação de que, de alguma forma, não estamos mantendo os jogadores de Minecraft seguros, eu achei negativo não só da perspectiva da Microsoft, mas da perspectiva do setor de jogos. Não sei por que isso deve se tornar um diálogo. Isso não parece saudável para ninguém. Nunca colocaremos os jogadores de Minecraft em um lugar onde sentimos que não estão seguros.”

Não precisa dizer mais nada, pois, Phil Spencer disse tudo o que é de mais pertinente sobre esse assunto.

Sobre o Xbox One X

A Sony comparou o lançamento do Xbox One X ao que ela própria fez com o PS3. Segundo a Sony, o PS3 estava tão a frente do seu tempo que as desenvolvedoras de jogos não investiram o suficiente em games que explorassem o real potencial do PS3 na época.

“Podemos relembrar a geração do PlayStation 3, onde tínhamos no papel especificações mais impressionantes do que a concorrência e em algumas áreas era por uma margem considerável. O que aconteceu foi que os produtores, talvez à pedido das distribuidoras, trabalharam para o mínimo denominador comum e ficaram por ali. E em muitos poucos casos aproveitaram a potência adicional do PS3.“

Sabe de quem são essas sábias palavras? Adivinhem… eles mesmo, Jim Ryan, o próprio. O executivo da Sony adora uma polêmica e expõe a empresa sem pensar nas consequências. Ainda bem que desta vez ele foi um pouco mais cauteloso e finalizou dizendo que ele mesmo pode estar enganado sobre isso e a história pode não se repetir. Vai ver foi só por conta disso que desta vez ninguém da Microsoft veio a público para comentar as afirmações de Ryan. Ao menos por enquanto…

Enfim, a Sony não precisa disso, afinal, ela tem um ótimo produto, que é o PS4 Pro, tem bons jogo exclusivos, uma base de fãs que não larga o osso por nada, porém, nem só de God of War e Spider-Man vive um gamer. Faltam mais inovações na PSN e os fãs clamam por retrocompatibilidade e Crossplay no PS4.

Do outro lado temos a Microsoft que vem investindo pesado nesse ramo. Para tanto, aqui estão as vantagens de ter um Xbox One ao invés de um PS4:

  • Retrocompatibilidade – Você pode jogar jogos do primeiro Xbox, do Xbox 360 no Xbox One e em todos os consoles dessa linha
  • Xbox Live – A rede da Microsoft é comprovadamente mais estável e mais confiável. A vantagem da Sony nesse aspecto é que uma assinatura Playstation Plus é mais barata, mas o próximo item justificará o preço da Xbox Live Gold
  • Games With Gold – Os usuários da PSN também ganham jogos grátis sempre, porém, raramente é um jogo AAA, enquando na Xbox Live a qualidade dos games liberados Free é muito superior. Além disso, são 4 jogos que os gamers podem baixar todo mês e aqui vemos mais uma grande oportunidade trazida pela retrocompatibilidade, afinal, sem ela seriam apenas 2 jogos para quem tem um Xbox One e outros 2 para Xbox 360.
  • Windows 10 – O Xbox One roda o Windows 10 da Microsoft e isso lhe tem dado acesso a uma enorme quantidade de aplicativos UWP, que são bem mais vantajosos do que os fechados mantidos pela Sony.
  • Mais poder de fogo – O novo Xbox One X é notadamente mais potente que o PS4 Pro e é o primeiro console a permitir jogos na resolução 4K a 60fps.
  • Jogos Exclusivos – A Sony tem seus méritos nessa questão, mas quem nunca jogou Gears Of War ou Forza não sabe o que está perdendo. Não vamos nem listar outros.
  • EA Access – Esse é um serviço exclusivo para donos de um Xbox em que é possível baixar e jogar jogos da produtora EA. O assinante pode fazer o download e acessar instantaneamente uma coleção de jogos da EA (com jogos como: Battlefield, FIFA, Need for Speed, Mass Effect e muitos outros) e ainda garantem acesso a versões de teste exclusivas de novos títulos da EA antes do lançamento, sem precisar comprar e, por fim, tem 10% de desconto automaticamente nas compras de produtos digitais da EA para Xbox One.
  • Kinect – O Kinect, infelizmente, é um acessório muito a frente do seu tempo e a adesão ao acessório até hoje é bem baixa, mas, ele está lá e funciona em todo Xbox 360 e One. Ele é o único controlador que não usa fios nem nada, mas sim, apenas gestos que o usuário faz a mão livre. Combinar o poder do Kinect com Cortana é uma experiência única e futurista.
  • Avatares mais personalizáveis (em breve) – Até o final do ano a Microsoft vai remodelar o sistema de avatares da Xbox Live e tudo ficará ainda melhor. Veja mais detalhes sobre isso aqui.
  • Play Anywhere – Aliado ao potencial trazido pelo Windows 10, muitos jogos disponíveis na Xbox Live também podem ser jogados em PC e Tablets com Windows 10 sem que o usuário pague nada a mais por isso. Essa funcionalidade possui vários recursos para serem explorados.
  • Xbox Game Pass (em breve) – Esse serviço foi recentemente criado pela Microsoft e funciona como a Netflix dos jogos, pois, por meio de uma assinatura mensal, o usuário pode baixar e jogar qualquer título contido dentro do pacote do serviço a vontade.
  • Mixer – O novo aplicativo social que chegou para usuários da Xbox Live é simplesmente incrível. Por ser multiplataforma, até quem usa Android e iOS pode conectar sua vida de gamer a seu celular.

Até quem tem um Xbox 360 aproveita algumas novidades da Xbox Live até hoje

Quem quer comprar um novo console precisa levar tudo isso em consideração, pois, o preço do Xbox One S é menor do que um PS4 Pro, porém, o One X é mais caro, no entanto, com o Xbox One S você terá acesso a tudo que a Microsoft tem pra oferecer nesse mercado exceto o poder absurdo trazido pelo Xbox One X, mas o os jogos, apps, acessórios e 90% dos recursos são os mesmos.

Fonte: xbox power, comboinfinito e tudo celular

Share.

About Author

Funcionário Público Federal, formado em Licenciatura em Química, Especialista em Ensino das Ciências e Matemática, músico, marido, pai, servo do Deus vivo e entusiasta do Windows Phone. Carpe Diem