Sorry Jobs: Surface Book é 3 vezes mais rápido que MacBook

0

surface-book-front-back-100620178-orig

Desde o inicio da semana vários sites brasileiros alardearam que o Surface Book não é duas vezes mais rápido que o MacBook, mas sim até três vezes superior. O problema é que nenhum deles informou exatamente o porquê, ou como chegaram a essa conclusão. Por isso nós do Windows Team resolvemos fazer diferente e explicar ponto a ponto desse comparativo.

Bom pra começar é necessário entender uma diferença drástica de dois profissionais: Engenheiros vs Marqueteiros.

No curso de engenharia aprendemos desde cedo uma coisa chamada “margem de segurança”. Funciona mais ou menos assim: Você recebe uma especificação para projetar algo que suporte até 100kg, mas faz o projeto todo para suportar até mais ou menos uns 150kg, só pra garantir. O pessoal do Marketing/Vendas normalmente tem uma ideia contraria da coisa, se o produto é especificado para 100kg, tenta vender como se fosse 150kg e ainda fala que com jeitinho vai até 200kg. Claro que não é todo mundo, mas convenhamos que acontece com mais frequência que gostaríamos.

Por isso eu fiquei com uma pulga atrás da orelha quando vi Panos Panay apresentando o Surface Book, primeiro notebook da empresa, e afirmando que era até duas vezes mais potente que o já consolidado MacBook da Apple. Seria o marqueteiro ou o engenheiro falando aquelas palavras?

Surface Book Windows 10 Device img1

Para nossa sorte (ou azar dependendo do ponto de vista) a Microsoft sempre foi uma ótima empresa de engenharia e péssima em marketing. O pessoal do PcWorld descobriu que o Surface Book pode ser até 3 vezes mais potente que o Macbook. Como eu não tenho dinheiro tempo  para fazer uma analise com meus próprios olhos, deste ponto em diante irei apenas falar em bom português os resultados originais, dando um ou outro pitacos. Se você quiser ver a matéria na integra pode acessar aqui.

Os Adversários

De um lado do ring esta o ainda desconhecido Surface Book munido de um Intel Core i5, 8GB de RAM e gráficos Geforce. Do outro está o MacBook Pro de 13 polegadas 2015 também com um Core i5, Intel Iris 6100 8GB de RAM e SSD. É muito importante que fique bem claro que estamos falando do MacBook de 13 polegadas. Isso porque o Macbook Pro de 15 polegadas entra em uma categoria totalmente diferente de Notebook. Ele é maior, bem mais pesado e por baixo do capô tempos praticamente um desktop, ou um verdadeiro Notebook gamer e essa não é a ideia aqui.

Surface Book VS MacBook Pro 13

O Teste

Pra começar eles fizeram um teste no coração dos notebook: A CPU. Para isto eles usaram o Cinebench R15, um benchmark multi plataforma que usa um motor de renderização 3D reais da Maxon. O teste é basicamente 100% CPU. O resultado: O Mackbook levou 316 pontos contra apenas 302 da Microsoft.

Então como se explica que o motor da Surface Book ser mais “fraco” que o do Mac? o computador da Apple usa um chip de 28 watts o que é uma potencia bem alta. O problema da CPU do Mac é que ele se mantem em 2,7 GHz mesmo quando o sistema não exige praticamente nada, e isso vai 3.1 GHz com Turbo Boost. O Skylake que alimenta o Surface é de 15 watts, sua velocidade de clock mínimo é de 2,4 GHz com um Turbo Boost de 3.0GHz.

Resumindo: O Mac vai consumir mais energia e consequentemente esquentar mesmo que o sistema operacional esteja rodando apenas um bloco de notas, enquanto o Surface fica praticamente todo o tempo em modo de econômico. Quando é necessário mais potencia os dois processadores elevam o clock para praticamente a mesma coisa, mas o Surface continua consumindo menos. Mas isso apenas justifica ele ser, na melhor das hipóteses, quase igual ao Mac, não duas vezes mais rápido. Isso nenhum site brasileiro apressadinho te falou né?

Agora vamos ao que realmente interessa e onde a Microsoft realmente inovou no Surface: A GPU. Ela fica dentro do teclado e se acopla ao tablet sem a necessidade de reiniciar sistema e nenhum delay considerável para começar a utilizar a GPU da Nvidia. Então passamos para o teste deste componente que é tão critico para um notebook quanto seu processador.

O primeiro teste do pessoal da Pc World foi com LuxMark 3. É um teste destinado a medir o desempenho de OpenCL de um chip. OpenCL significa linguagem de computação aberta, e é uma tentativa de mover as tarefas de CPU de uso geral para a GPU.

surface_book_vs_macbook_pro_13_luxmark_3_luxball-100623040-orig

Isso é uma bela de uma vantagem para o Surface com mais de uma coluna de vantagem. Em resumo podemos dizer o seguinte: Quando os dois notebooks estão no seu ciclo máximo de clock da CPU eles são praticamente iguais, mas o Surface tem a capacidade de transferir mais carga para a GPU caso esta esteja ociosa. Ainda sim não justifica dizer que ele é duas vezes mais rápido.

Então chegamos aos testes gráficos do Unigine Heaven 4.0. O teste foi executado com resolução de 1366 x 768 (bem baixa). Isso porque o MacBook Pro 13 por padrão para muitas atividades é configurado assim. Agora a grande desvantagem da Apple: No Mac, a única API gráfica é OpenGL, enquanto o Windows tem DirectX e OpenGL. Convenhamos que não faz o menor sentindo testar o Windows sem DirectX pois praticamente todo os esforços da Microsoft são voltados para fazer sua API gráfica a melhor no mercado.

1

Não é preciso ser nenhum gênio para perceber que Panos Panay tinha razão ao dizer que o Surface era duas vezes mais PC que o Mac. O mesmo teste foi realizado com configurações de resolução diferentes para ver se havia alguma diferença gritante. A maioria dos testes mostrou que o Surface fica com praticamente a mesma margem de desempenho.

Em resumo: Precisa rodar Autocad, Solid Works, Catia (ou qualquer outro software de CAD exigente), Photoshop ou algum game mais passadinho? Vai de Surface.

Vamos fazer um testes mais próximo do mundo Real?

tomb_raider_2013-wide

Sempre quis ter um motivo para colocar a Lara Croft em um Post

Para 99% das pessoas é complicado falar de benchmarks e configurações, então vamos ver como ambos se saem em uma atividade de verdade. Para isso eles resolveram jogar Tomb Raider 2013, que é um jogo relativamente não muito recente e esta disponível no Steam para as duas plataformas.

O resultado foi quase um tapa na cara do Tim Cook. O MacBook Pro executou Tomb Raider de 2013 em ridículos 24fps enquanto o Surface entregou gráficos em nada modestos 74 fps. Enfim chegamos ao tão divulgado três vezes de superioridade do Surface.

Mas nem só de jogos vivem profissionais dispostos a pagar U$ 1500,00 em um notebook e o pessoal do Pc World sabe muito bem disso e resolveram cutucar uma das maiores justificativas para se comprar um Mac: A Edição de vídeos de alta qualidade.

Para isto eles utilizaram o Adobe Premiere Pro Creative Cloud. A Adobe tem usado a aceleração de hardware por anos e tem suporte a OpenCL que felizmente que funciona em ambas as plataformas. O teste basicamente foi criar um leve vídeo de 6,5 GB em resolução 4k e depois exportar  para h.264 usando o Vimeo em resolução de 1080p com o máxima qualidade de renderização. O resultado?

2

Não precisa ser muito inteligente para perceber que o Surface fez tudo muito mais rápido. Para um usuário comum 1 ou dois minutos de diferença não importa muita coisa, mas para um profissional, menos tempo gasto de processamento significa mais produtividade.

A bateria

Como todo bom teste não dá para não falar da autonomia de bateria. E eles encontraram uma maneira bem simples de fazer este teste: Desliga tudo (wifi, bluetooth e etc) Coloca o brilho no maximo, deixa o áudio igual para os dois e deixa um filme em 4K rodando

Tanto a Microsoft quanto a Apple afirmam que suas bateiras tem 12 horas de vida útil para reprodução de filmes. O MacBook Pro 13 tem uma enorme bateria de 75 Watt-hora enquanto a do Surface é de cerca de 68 watts horas. Isso o MacBook Pro 13 praticamente 10% de vantagem.

Depois de 8 horas seguidas dá pra considerar que já se foi um dia completo de trabalho, então vamos ao resultado: O MacBook terminou o dia relatando a vida de 19 por cento da bateria com mais duas horas estimas de uso. O Surface ainda estava relatando 29 por cento com cerca de 02:26 de autonomia.

É quase que um empate técnico com leve vantagem para o Surface. Entretanto é preciso lembrar que o equipamento da Microsoft alimenta uma tela touch screen enquanto o da Apple esta bem longe disto.

Mas…

Se você chegou até aqui já percebeu que o grande trunfo da MS paira sobre a GPU. E não precisa ser um profundo conhecedor de hardware para saber que uma Geforce dedicada é muito superior a qualquer placa gráfica da Intel.

Mas é justamente isto que a Microsoft quer deixar bem claro: Ela foi a primeira a descobrir como colocar um GPU em um laptop de 13 polegadas, leve e potente, enquanto a Apple e todos os outros fabricantes de PC não conseguiram ou não quiseram.

Fonte: Pc World

Share.

About Author

Pai em tempo integral da menina mais linda do mundo. Tira umas 8 horinhas por dia se aventurando como engenheiro para ganhar o leite das crianças.

No tempo vago é amante de tecnologia e inovação. As vezes se distrai com desenvolvimento de hardware, software e automação. É fã do Windows 10 e insider de carteirinha.