Sexta-Feira, 14 de Dezembro de 2018
Home Notícias

Surface Hub 2 deverá trazer o Windows 10 responsivo e adaptável para todas as telas

12/03/2018 371 0
Surface Hub 2 deverá trazer o Windows 10 responsivo e adaptável para todas as telas

Espera-se que este ano seja bastante especial para o time do Windows. Quase quatro anos após a Microsoft ter introduzido o Windows 10 como um sistema operacional que poderia ser executado em PCs, telefones, tablets, dispositivos IoT e outros fatores de forma, a empresa deverá impulsionar a ambição do Windows One ainda mais nos próximos meses.

No ano passado, aprendemos que a Microsoft estava trabalhando para fazer do Windows Shell o próximo elemento universal do Windows 10. Este novo shell universal, conhecido internamente como “Composable Shell” (ou C-Shell), poderá escalar diferentes dispositivos e fatores de forma, substituindo todos os shells de costume existentes para PCs e tablets do Windows 10, telefones, o Xbox One e até mesmo o HoloLens.

Segundo rumores, outra revelação interessante sobre a alegada visão de futuro da Microsoft para o Windows 10 envolve um sistema operacional totalmente adaptável e possui vários modos diferentes, como um “modo de jogo“, projetado especificamente para jogar com um controle do Xbox.

Neste “modo de jogo”, você receberá um ambiente personalizado para jogar jogos usando um controle do Xbox. Além disso, haverá um “modo silencioso” com uma área de trabalho centrada na produtividade e um “modo infantil”, que é essencialmente uma interface de estilo tablet altamente simplificada.

Toda essa flexibilidade vem graças ao CShell. Este é um novo Windows Shell que oferece uma interface de usuário escalável e flexível que permite que ele funcione em toda uma série de dispositivos.

Em outras palavras, é uma versão modular do Shell capaz de utilizar diferentes componentes para construir uma área de trabalho que se adapte perfeitamente ao dispositivo em que está sendo executado – seja um telefone, tablet, PC, console Xbox e assim por diante. Pense nisso como o Modo Continuum – o que permite que a IU (Interface de Usuário) transite entre o tablet e a área de trabalho do PC, por exemplo, quando usado com um 2-em-1 – mas em uma escala muito maior.

Quanto à sua aplicação prática, a Microsoft criou uma nova versão simplificada do Polaris com código codificado no Windows 10, que aproveitará a adaptabilidade do CShell. As fontes revelaram que a visão da Microsoft sobre este futuro Windows modular incluirá vários modos para diferentes tipos de uso do sistema operacional.

Sem dúvida, haverá espaço para outros modos, também, e a beleza de construir tudo isso na base do CShell é que os diferentes modos escalarão perfeitamente em toda uma gama de dispositivos – incluindo o hardware que ainda não foi lançado.

Shell para o Surface Hub 2

Muito provavelmente, teremos o primeiro gostinho do futuro sistema operacional modular da Microsoft com o lançamento do Surface Hub 2, que deve acontecer antes do final de junho (com o lançamento que provavelmente ocorrerá na Build 2018, em maio). Aparentemente, este será o primeira hardware da Microsoft que irá mostrar os benefícios do CShell, de modo que isso o tornará uma perspectiva intrigante.

Além disso, podemos ver o dispositivo móvel de tela dupla (ou o telefone, quem sabe?) da Microsoft codinome Surface Andrômeda que ostenta essa tecnologia para ajudar a torná-lo um dispositivo verdadeiramente flexível.

No geral, parece que o gigante de Redmond definitivamente tem muitas novidades chegando em 2018 e que podem afetar o ecossistema do Windows de uma maneira bastante grande este ano. Além do C-Shell e o Andromeda, a Microsoft também está trabalhando em uma nova versão leve do Polaris com código de Windows 10. Isso é um monte de nomes de código diferente, mas, no final, tudo isso é bastante simples: simplificando o Windows 10 para que ele possa ser executado em qualquer dispositivo, com uma Interface de Usuário que pode escalar em diferentes fatores de forma. Isso é grande, enorme, e esperamos que tudo seja revelado pela Microsoft.

Nosso querido amigo, Márcio Vianna, em artigo publicado aqui no Windows Team em 03/05/2017 foi categórico:

“Eu continuo não querendo um Windows Phone, e muito menos um Mobile. Mas, vou adorar o Windows 10 Team. Afinal né, já declarei que eu adoro o Windows Team. Uma variante do Windows 10 Team é a versão do Windows 10 para telas interativas que será levada ao mítico Windows Surface Ultramobile ou Surface PamlTop.

Não sem sacrifícios…

Agora todas as versões do Windows compartilham dos mesmos elementos – Composable Shell. A apresentação do sistema é que sofre alterações para adequar-se ao aparelho utilizado.

Fonte: The Verge

Compartilhe:

Comentários: