Terceira edição da Hora do Código reforça empoderamento feminino

0

programae iniciativa Hora do código

Com o objetivo de promover o desenvolvimento de habilidades para a resolução de problemas e fomentar a criatividade, a Fundação Lemann e a Fundação Telefônica Vivo, por meio do Programaê!, promoverão entre 5 e 11 de dezembro a terceira edição da Hora do Código no Brasil. A ação acontecerá, simultaneamente, em mais de 180 países.

“A ideia é mostrar que a programação está ao alcance de todos. Para isso, vamos incentivar as pessoas a programarem durante uma hora, ao longo da semana que sedia a Hora do Código. Além disso, neste ano, queremos levantar as bandeiras da inclusão e do empoderamento, mostrando que a linguagem também é assunto para as garotas. Por isso, nomeamos como embaixadora do movimento por aqui a cantora MC Soffia”, explica Denis Mizne, diretor executivo da Fundação Lemann.

Aos 12 anos, Soffia propõe a discussão de temas muito atuais, como o encorajamento de meninas negras.

“Quando ouvia falar em programação, pensava em algo muito complicado. Mas fiz algumas trilhas da Hora do Código e vi que é tudo muito simples e interessante. Quanto mais eu avanço nas trilhas, mais quero programar. Quero fazer um game e mostrar que qualquer pessoa pode participar da Hora do Código”, complementa MC Soffia.

Para Americo Mattar, diretor presidente da Fundação Telefônica Vivo, “a programação vai além dos comandos no computador e exercita a criatividade, o raciocínio lógico e o protagonismo, preparando pessoas para lidar com as tecnologias que estão por vir”.

A iniciativa já impactou mais de 200 milhões de crianças e adultos em todo o mundo, sendo 2 milhões apenas no Brasil. Podem participar da Hora do Código, gratuitamente, pessoas a partir dos 4 anos de idade. Basta acessar a plataforma http://programae.org.br/horadocodigo, escolher uma trilha e começar a programar. Ao final, todos os participantes que concluírem a missão receberão um certificado.

O conteúdo está disponível em mais de 40 idiomas e em três níveis de dificuldade com jogos como Star Wars, Minecraft, Frozen e Angry Birds. A idealizadora do projeto no exterior é a Code.org, uma instituição pública e sem fins lucrativos, que conta com apoio de grandes empresas, como Microsoft, e personalidades como o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, a cantora Shakira, o ator Ashton Kutcher, o apresentador Luigi Baricelli, entre outras personalidades.

Share.

About Author

Funcionário Público Federal, formado em Licenciatura em Química, Especialista em Ensino das Ciências e Matemática, músico, marido, pai, servo do Deus vivo e entusiasta do Windows Phone. Carpe Diem