Veja mais detalhes do TrekStor: o novo smartwatch com Windows 10

0

No mês passado, a Microsoft divulgou um novo dispositivo wearable da empresa alemã TrekStor. O dispositivo foi descrito como um “wearable” e executa o Windows 10 IoT Core, com suporte para aplicações da Plataforma Universal do Windows (UWP).

Na Microsoft Build 2017 esta semana, foi possível pegar nas mãos o dispositivo, que será fabricado pela Askey. Ele destina-se exclusivamente a clientes comerciais e não vai ser disponibilizado para os consumidores.

Poucos consumidores vão achar o dispositivo atraente, dado o seu design industrial. Na verdade, seu design é todo voltado para uso em cenários comerciais, tais como indústria e varejo. Os dispositivos são destinados para uso apenas no local de trabalho e serão intercambiáveis entre os funcionários. Eles precisam suportar colisões e pancadas, com um foco maior na robustez e resiliência do que na estética. É um dispositivo “pau para todo obra”.

Alguns recursos do dispositivo da TrekStor/Askey: resistência à água e poeira IP67, juntamente com uma pulseira durável, do qual a unidade de hardware principal pode ser facilmente removida. O dispositivo é carregado em pequenas estações de encaixe com conectores de pinos da Pogo.

Desempenho de ponta não é uma prioridade neste dispositivo, então, você não vai encontrar qualquer um dos mais recentes chipsets que existem no mercado; em vez disso, ele tem um processador Snapdragon 210.

O vídeo no tweet abaixo dá para ver o smartwatch em funcionamento e podemos ver a interface de usuário do dispositivo. As unidades em exposição na Build 2017 foram unidades de pré-produção, com software ainda não finalizados; ou seja, nem tudo está perfeito. Vale a pena destacar, que esses dispositivos podem ter o sistema operacional personalizado para cada empresa que a adquire, baseado em cima de suas necessidades individuais, e como o dispositivo será usado no dia-a-dia.

O próprio hardware também pode ser personalizado, dependendo da indústria ou empresa em que o dispositivo vai ser posto em prática. As opções incluem a adição de um scanner de código de barras integrado; ou mesmo um medidor de frequência cardíaca, dando os empregadores, a capacidade de monitorar a saúde no local de trabalho dos seus funcionários.

O custo exato do dispositivo irá variar dependendo de uma série de fatores, incluindo a configuração personalizada do hardware e o número de unidades compradas por uma empresa – quanto maior o volume, obviamente, maiores descontos – mas, os preços vão começar em cerca de $120 dólares.

Gostou? Acredita que a Microsoft ainda pode relançar a Band?

Esta imagem abaixo, revelada na Build 2017, mostra um smartphone e uma Band no range de produtos da Microsoft, ou seja, a esperança ainda existe.

Fonte: Neowin

Share.

About Author