[Vídeo] Diferenças entre o Windows 10 S e o Pro

0

Você certamente já deve ter ouvido falar do Windows 10 S. A princípio, ele é o sistema operacional que virá equipado no novo Surface Laptop, mas, que em breve, muitos OEMs do Windows devem trazer a novidade em seus próximos lançamentos.

Mas, você realmente sabe quais são as diferenças entre o Windows 10 S e o Windows 10 Pro? Seria o Windows 10 S o novo Windows RT? Posso optar por não usar o Windows 10 S, mas sim o Pro? Vamos as respostas para essas perguntas…

Começando pelo básico, a maior diferença entre essas versões está na proibição de instalar aplicativos e jogos de fora da Windows Store no Windows 10 S. O vídeo abaixo mostra bem o que acontece quando se tenta instalar qualquer programa que não esteja disponível na loja.

Vemos pelo vídeo que ao tentar instalar Apps de fora da loja o Windows informa que “para sua segurança e maior performance, o Windows 10 S só roda aplicativos verificados da Windows Store“. Já se no caso do programa que você esteja tentando instalar esteja disponível na loja, o Windows prontamente vai lhe oferecer o link direto para a aplicação na Windows Store.

Fora esse pequeno grande detalhe, o Windows 10 S também tem limitações quanto a função “Join a Domain”, o que impede de sua máquina ser conectada a uma domínio corporativo específico. Também não é possível escolher outro browser como o padrão do sistema. O Microsoft Edge é forçadamente o browser padrão nessa versão do Windows 10. Tirando isso, todo o resto é igual e é aqui onde está a diferença entre o Windows 10 S e o Windows RT.

Nokia 2520 foi um lindo e poderoso híbrido com Windows RT, mas não vingou

O Windows RT, na época, além de também não permitir a instalação de programas de fora da loja e todo o resto, sequer tinha acesso ao Windows Media Player e ainda contava com uma biblioteca de Apps bem magrinha, na faixa dos 5.562 Apps e jogos disponíveis na loja. Haviam limitações para criação de Apps e tudo mais, então, ele fracassou, pois, causou mais barreira do que abrir novos caminhos. Sem falar no fato de que o Windows RT não podia ser atualizado para qualquer outra versão do Windows de forma simples e gratuita.

O Windows 10 S tem bem mais chances de sucesso, já que a biblioteca da Windows Store atualmente é muito maior que a da época do Windows RT, as atuais ferramentas para desenvolvedores criarem novos UWPs são infinitamente superiores e tem ainda todo o atrativo dos mais de 500 milhões de dispositivos que já usam o Windows 10 como sistema operacional.

O Surface Laptop roda o Windows 10 S

Por fim, se mesmo assim o usuário não quiser usar o Windows 10 S, não tem problema, o próprio sistema informa que é possível fazer um upgrade para o Windows 10 Pro de forma gratuita, porém, a Microsoft vai definir um prazo limite para esse upgrade gratuito, então, ao comprar um aparelho equipado com o Windows 10 S é bom verificar esse prazo.

O sonho da Microsoft de ter uma loja recheada de jogos e apps passa pelo Windows 10 S. Ele é como um estimulo para todos usaram a loja, afinal, fazendo isso, eles garantem muito mais segurança e performance superior. Ferramentas para criar Apps não faltam, o que precisa agora é de mais investimento na área de marketing e vontade dos DEVs em investir na plataforma universal do Windows.

Fonte: Windows Central

Share.

About Author

Especialista em Ensino das Ciências e Matemática, Microsoft MVP - Windows Insider, músico, marido, pai, servo do Deus vivo e entusiasta dos produtos e serviços Microsoft. Carpe Diem!