“What’s up, Whatsapp?” – Um olhar detalhado

2

Todo mundo que tem um smartphone conhece o Whatsapp, né? Sabe como ele funciona, sabe como às vezes ele não funciona (quando aquele íconizinho de status da mensagem não sai do reloginho) e conhece muito bem a função do duplo “check”, e com certeza você já ficou ali esperando eles ficarem azuis! Pois então, o Whatsapp sem dúvida é o aplicativo mais usado dentre aqueles da sua categoria (ex: Viber, Telegram, ICQ, Line, Threema e outros), muito embora esses outros ofereçam alguns bônus a mais e em alguns aspectos possam até ser um pouco melhores. Porém, o que não é muito divulgado por aí são as “configurações” e as singularidades do Whatsapp nas diferentes plataformas em que ele é distribuído.

Sobre as “configurações”…

Tela de Configurações do Whatsapp no Windows

Tela de Configurações do Whatsapp no Windows

Antes da última atualização (embora não tenha sido divulgado um changelog oficial) era possível ver a foto de perfil de alguém mesmo que ele ou ela não estivesse entre os seus contatos (#quem nunca adicionou alguém aos contatos só para ver a foto da pessoa?). Motivo inocente (a princípio!). No entanto, outros motivos podem não ser tão inocentes assim, afinal, é possível fazer o download da foto e depois fazer o que quiser.

wp_ss_20150325_0002
Acredito que foi pensando nisso que a função “Privacidade” expandiu do mero “Exibir o visto por último para…” para a “Quem visualiza a Foto do Perfil, Status e Visto Por último”.

Whatsapp privacidade windows phone

As opções são as mesmas: Todos, Meus Contatos, Ninguém, e tem uma aplicabilidade boa, por exemplo: se você está em um grupo, mas não tem o contato de todas as pessoas, e acaso você não queira, elas não poderão ver a sua foto, status ou saber quando foi a última vez que você acessou. Isso aumenta um pouco a sua privacidade. Tal recurso está disponível para todas as versões do Whatsapp em todas as plataformas.

E por falar em plataforma, você já se perguntou porque o Whatsapp faz tanto sucesso? Eu pessoal não tenho certeza, e também acredito que a resposta exata está longe de ser apontada, contudo, creio que tenha algo a ver com a versatilidade do aplicativo para cada tipo de sistema operacional, seja ele o Android, iOS ou Windows Phone. Inclusive você pode ver uma análise do Techtudo sobre esse tema aqui.

O objetivo de hoje não é dizer “qual é a melhor versão”, mas sim, apontar algumas vantagens e desvantagens das versões desse aplicativo nas plataformas Android e Windows Phone. Vamos começar pela interface:

Tela inicial do Whatsapp para Windows

Tela inicial do Whatsapp para Windows Phone

Ambas as versões do aplicativo em todas as plataformas exibem no início a aba “Conversas”, entretanto, o app para o Windows  Phone é mais intuitivo. O usuário pode visualizar de primeira que existe opções extras, como Favoritos e Todos os contatos. Basta deslizar a tela para esquerda ou direita para isso. Na base da tela observam-se os botões Procurar, Adicionar e Criar Grupo. Ao começar uma conversa, na base do app verifica-se também o botão de Enviar Mensagem, Anexar Arquivos e Emoticons.

Na versão para o Android é necessário clicar na tecla Menu e todas opções descritas acima expandem-se na tela e então o usuário as seleciona. Numa conversa para anexar algum arquivo, o usuário clica no ícone Anexar que fica no topo da tela (um pouco fora de mão, pois o teclado está embaixo e a pessoa está digitando ali, logo, deveria permanecer com os dedos no mesmo local para acessar todas as funções na conversa.)

Tela inicial do Whatsapp para Android

Tela inicial do Whatsapp para Android

Em resumo:

  • Há poucas diferenças entre as versões do WhatsApp para Android e iOS;
  • As opções para anexar arquivos estão dispostas de forma mais clara no Android;
  • Ao enviar a URL de um vídeo no app para Android a miniatura é exibida para quem a recebe, algo que não acontece na versão do app para o iOS e Windows Phone;
  • No Windows Phone o estilo do aplicativo segue à risca a identidade visual proposta pela Microsoft em seu sistema operacional, com fundos em cores sólidas e fontes proporcionando alto contraste;

Mas, o fato é que o usuário de cada plataforma tem um perfil diferente e os criadores do aplicativo adequaram-no a isso. Dessa forma, esteja o botão anexar embaixo ou em cima na tela não importa, pois, vai agradar alguém de qualquer maneira.

*PS: Não falei do iOS para evitar que o texto ficasse demasiadamente longo, no entanto, você pode ler aqui um resumo de uma pesquisa “apimentada” da comparação entre o iOS e Android.
**PS: Se você quiser ir mais além, clique aqui e veja outras comparações entre os aplicativos nas diferentes plataformas e deixe nos comentários as suas opiniões.

Share.

About Author

Leitor assíduo de blogs de tecnologia; Entusiasta do Windows Phone; Fonoaudiólogo 40 horas por semana;