Notícias

Windows 10 supera Windows 7 em popularidade

A contar desde o seu lançamento em 2015, há exatos 2 anos e 5 meses, finalmente o Windows 10 superou o seu irmão mais velho no ranking de popularidade. É hora de deixar o Windows 7 para trás…

A informação foi computada pela Statcounter, que constatou que o Windows 10 esteve em 42,78% dos computadores Windows em janeiro de 2018, contra 41,86% do Windows 7. A diferença é mínima, porém, é algo muito significativo para a Microsoft. É como se finalmente tivesse chegado a hora de virar a página para iniciar o próximo capítulo de um livro.

Em número absolutos, segundo dados da própria Microsoft, o Windows 10 já roda em mais de 600.000.000 de dispositivos, entre PCs, tablets, smartphones, hololens, IoT e outros.

Resultado de imagem para windows 7 goodbye
Está chegando o fim da estrada para o Windows 7

Quem ainda prefere se manter no Windows 7 por um motivo o outro deve saber que tal versão do Windows ainda contará com suporte oficial, e receberá patchs de segurança até 2020, porém, não haverá novidades para baixar e usar. Além disso, o Windows 7 não supre bem as necessidade do atual mercado de computação pessoal e empresarial, como por exemplo, ele não possui suporte embutido a leitores biométrico via Windows Hello; também não oferece uma Shell preparada para telas sensíveis ao toque (isso só chegou com o Windows 8); faz sofrer qualquer um que precise usar múltiplos monitores simultaneamente e nem de longe oferece um bom suporte para o uso de canetas digitais, como a Surface Pen (se é que funciona…). Então, mesmo tendo sido uma das melhores versões do Windows, chegou a hora de dar tchau…

Por muito tempo foi possível atualizar do Windows 7 Service Pack 1 para o Windows 10 Home ou Pro gratuitamente. Por exatos 365 dias, porém, muitos usuários e empresas não fizeram o upgrade, seja por medo da novidade, seja por compatibilidade com aplicações diversas, ou por qualquer outro motivo.

Agora, neste momento, usuários comuns não possuem nenhuma forma de atualizar suas máquinas para o Windows 10 (de forma oficial) sem pagar pelo serviço. Claro que basta comprar uma licença e de maneira fácil e rápida fazer o upgrade, porém, nem todos gostam da ideia de pagar por isso, especialmente no Brasil, onde a versão mais básica do Windows 10, que é o Windows 10 Home, custa R$ 469,99 na loia oficial da Microsoft para o Brasil. A grande maioria segue por dois caminhos: tem os que preferem ficar usando o S.O. antigo até onde der, e tem os que preferem trocar de máquina comprando uma nova com a nova versão do Windows já instalada. Creio que a Microsoft goste mais do caminho que leva a compra de uma máquina nova, afinal de contas, atualizar o hardware é sempre bom para ambas as partes, pois, ganha o usuário, a Microsoft e suas OEMs. Até o próprio Windows sai ganhando com isso.

As empresas custam a fazer upgrades tão significativos de maneira rápida por que por trás das cortinas temos inúmeras aplicações, protocolos, infraestrutura, etc, já configuradas e funcionais. Sem falar no treinamento do pessoal especializado. Grandes empresas, com um grande capital, já estão migrando tudo para o Windows 10 já a algum tempo, porém, algumas pequenas e médias empresas devem esperar um pouco mais para promover a mudança.

E você… ainda usa o Windows 7 ou 8 ou já migrou para o 10? Pagou por isso ou aproveitou o upgrade gratuito?

Fonte:Statcounter

Alexandre Lima
Microsoft MVP Windows Insider, músico, marido, pai, servo do Deus vivo e entusiasta dos produtos e serviços Microsoft. Carpe Diem!