Windows Cloud é um Ransomware afirmou Tim Sweeney da Epic Games

0

Tim Sweeney, CEO da Epic Games

Nos últimos dias, muito se tem falado sobre a nova versão do Windows, codinome “Windows Cloud“. Oficialmente, a Microsoft ainda não confirmou sua existência, mas, uma versão do OS da Microsoft vazou e foi testada pela comunidade tecnológica.

Pouco tempo depois, as pessoas começaram a dissecar a natureza do Windows Cloud. E a primeira coisa que chamou a atenção é a impossibilidade de instalar programas Win32 no Windows Cloud. Veja abaixo:

Mensagem de erro informando que não é possível instalar programa win32 nesta versão do Windows 10

Tim Sweeney, fundador e CEO da Epic Games, teceu críticas a Microsoft anteriormente e afirmou que a Windows Store pode matar a Steam com o passar dos anos. Ele tem chorado bastante desde que a Microsoft anunciou seus planos para o modelo UWP (Universal Windows Platform), acusando a Microsoft de tentar “fechar o ecossistema do Windows”.

Então, de posse de maiores informações sobre o Windows Cloud, Sweeney disparou sua metralhadora de tweets. Veja abaixo:

Windows Cloud é um ransomware: ele bloqueia os softwares que você comprou no Windows anteriormente e faz você pagar para desbloqueá-lo, atualizando para o Windows Pro.

Microsoft está fazendo um grande movimento contra todo o ecossistema de PCs:

Adobe, Autodesk, Valve, EA, Activision, Google, Mozilla. Todas bloqueadas

Firefox bloqueado. Google Chrome bloqueado. Pesquisa no Google bloqueada como opção de pesquisa de navegador da web. OpenGL, Vulcan, OpenVR, Oculus VR, bloqueado.

Depois da artilharia pesada de Sweeney, nada melhor que ir verificar e foi encontrada uma configuração em “Apps & Recursos” que permite aos usuários instalar aplicativos de qualquer lugar. Veja abaixo:

A compilação vazada sugere que o Windows 10 Cloud irá funcionar não tão diferente do MacOS da Apple. O sistema da Maça adverte aos usuários contra aplicativos de desenvolvedores “não identificados”, mas, os usuários podem ignorar isso e instalar o que eles querem. Tudo leva a crer que o Windows 10 Cloud será assim também.

MacOS da Apple permite instalar apps de qualquer lugar

Por padrão, o Windows Cloud permite apenas apps da loja do Windows, e tem alguma lógica para isso. Dando aos usuários o poder supremo sobre sua máquina é mais ou menos como as pessoas acabam infectando suas máquinas com todos os tipos de malware, vírus e outros tipos de lixo. Mas – e não serei o único a dizer isso – enquanto a segurança é sempre importante, uma melhor solução para isso é para mais usuários é educar sobre como eles usam o seu computador, não incutindo restrições sobre o que podem e não podem instalar em suas máquinas.

E enquanto Sweeney pode estar certo sobre o que a Microsoft quer fazer a longo prazo, o princípio básico é sólido. Windows 10 tem total controle sobre o ambiente operacional dos apps UWP, uma característica de projeto que garante que um aplicativo malicioso ou código malicioso no app não pode deixar o ambiente e ferrar com o todo o resto do seu sistema operacional. (Não significa que alguém vai, ou não, encontrar uma maneira de contornar essas restrições, mas essa é a ideia.)

Para esclarecer as coisas ainda mais, é importante entender um pouco do contexto em torno do Windows Cloud. A princípio, o Windows Cloud está sendo projetado como uma variante do Windows 10 para concorrer com a plataforma Chrome OS do Google. A ideia geral é que vai ser uma versão rápida e leve do Windows 10, que pode transmitir o conteúdo para qualquer dispositivo.

Até o momento, não temos nenhuma confirmação oficial da Microsoft sobre o que é o Windows Cloud e qual o seu propósito.

Vamos aguardar.

Fonte: LifeHacker

Share.

About Author