AplicativosDestaqueNotícias

Windows Defender muda e se transforma em Microsoft Defender

A Microsoft vem fazendo um excelente trabalho com o Windows Defender nos dispositivos Windows e, agora, planeja leva-lo para outras plataformas. Pensando nisso, a gigante de Redmond está renomeando o seu software de proteção que passará a se chamar Microsoft Defender ATP. Inicialmente, Microsoft Defender ATP será disponibilizado para Mac e pode ser executado em dispositivos que estejam rodando o macOS Mojave, macOS High Sierra ou macOS Sierra. Durante o período de testes, o Microsoft Defender ATP para Mac permitirá que os utilizadores revisem e executem configurações de proteção, incluindo:

  • Verificações de ameaças, incluindo verificações completas, rápidas e personalizadas (Recomendamos verificações rápidas em quase todos os cenários);
  • Revisão de ameaças detectadas;
  • Tomar decisões sobre ameaças detectadas, incluindo quarentena, remover ou permitir.

A gigante de Redmond está em processo de introdução do Microsoft Defender na versão 20H1 do Windows 10, que está programada para liberação em abril 2020, mas o processo de comutação do Windows para a Microsoft já começou. Em um recém-lançamento da Build 18941 do Windows 10 20H1, o nome de alguns componentes do Windows Defender já foram alterados, por exemplo, o Windows Defender Exploit Guard foi renomeado para Microsoft Defender Exploit Guard, mas suas funções permanecem as mesmas.

Vale ressaltar que o Microsoft Defender não será diferente do Windows Defender, suas funcionalidades serão as mesmas. Ainda podemos esperar que a Microsoft anuncie algumas funções e recursos avançados futuramente junto com o anúncio da mudança no nome e é claro que estes recursos, se anunciados, estarão disponíveis em ambas as plataformas de atuação do Microsoft Defender.

Caso ainda haja vagas, você que possui um Mac, pode testar a versão Beta do Microsoft Defender aqui.

Fontes: MicrosoftMSPU

Diego Mendes
Paulista, 32 anos, libriano, apaixonado por tecnologia e pelo ecosistema Windows. Fã da Nokia e dono de um Xiaomi Mi 9 SE.