Notícias

Windows Server 2019 anunciado – liberação ocorrerá em outubro

Hoje, começa a Microsoft Ignite 2018, e pouco antes do início do evento já estamos vendo novidades sendo anunciadas. A bola da vez é o Windows Server 2019, que foi oficialmente anunciado e estará disponível em outubro, ou seja, mês que vem.

O Windows Server 2019 foi criado com base no Windows Server 2016, a versão adotada mais rapidamente do Windows Server, com 10 milhões de milhões de instâncias implantadas em todo o mundo. Clientes como a Alaska Airlines , Tyco e Tieto adotaram o Windows Server 2016 para modernizar seus datacenters e muitas empresas devem fazer o mesmo nos próximos anos.

Sobre o Windows Server 2019

Resultado de imagem para Windows Server 2019

Híbrido: a mudança para a nuvem é uma jornada. Uma abordagem híbrida, que combina ambientes locais e de nuvem trabalhando juntos, é um elemento central da estratégia de modernização de nossos clientes. É por isso que o híbrido é incorporado ao Windows Server 2019 e ao Windows Admin Center. 

Para facilitar a conexão de implantações existentes do Windows Server aos serviços do Azure, criamos interfaces para recursos híbridos no Windows Admin Center. Com o Windows Admin Center e o Windows Server 2019, os clientes podem usar recursos híbridos, como o Azure Backup, o Azure File Sync e a recuperação de desastres, para estender seus datacenters ao Azure. Também foi adicionado o Serviço de migração de armazenamento para ajudar a migrar servidores de arquivos e seus dados para o Azure sem a necessidade de reconfigurar aplicativos ou usuários.

Resultado de imagem para Windows Server 2019 dashboard

Segurança: Com as ameaças à segurança crescendo em número e se tornando cada vez mais sofisticadas, a Microsoft continua mantendo um foco persistente na segurança. A abordagem à segurança é tripla: Proteger, Detectar e Responder. Por isso eles estão trazendo recursos de segurança nas três áreas para o Windows Server 2019.

Na parte de frente do Protect, eles apresentaram anteriormente VMs protegidas para proteger cargas de trabalho virtualizadas sensíveis, como controladores de domínio, dados PCI, cuidados médicos confidenciais e dados financeiros, entre outros. No Windows Server 2019, eles estenderam o suporte de VMs protegidas para VMs Linux. Eles ativaram a ATP (Proteção contra ameaças avançadas) do Windows Defender, que detecta ataques e explorações de dia zero entre outros recursos.

Plataforma de Aplicação: Um princípio-chave para a equipe do Windows Server é um foco incansável na experiência do desenvolvedor. Baseado em seu feedback, um tamanho de imagem de contêiner menor melhorará significativamente a experiência de desenvolvedores e profissionais de TI que estão modernizando seus aplicativos existentes usando contêineres. No Windows Server 2019, eles reduziram a imagem do contêiner de base do Núcleo do Servidor para um terço de seu tamanho. 

Também passaram a fornecer compatibilidade de aplicativos aprimorada, suporte para Service Fabric e Kubernetes e suporte para contêineres do Linux no Windows para ajudar a modernizar seus aplicativos. Com base em feedbacks, eles ouviram constantemente dos desenvolvedores é a complexidade na navegação em ambientes com implantações de Linux e Windows. Para resolver isso, anteriormente eles já haviam habilitado o Windows Subsystem para Linux (WSL) em compilações internas para o Windows Server, para que os clientes possam executar contêineres Linux lado a lado com contêineres do Windows em um servidor Windows. No Windows Server 2019, a jornada continua para melhorar o WSL, ajudando os usuários do Linux a trazer seus scripts para o Windows enquanto usam os padrões do setor como o OpenSSH, o Curl & Tar.

Infraestrutura hiper-convergida (HCI): HCI é uma das últimas tendências na indústria de servidores hoje. É, principalmente, porque os clientes entendem o valor do uso de servidores com discos locais de alto desempenho para executar suas necessidades de computação e armazenamento ao mesmo tempo. 

No Windows Server 2019, eles democratizaram a IHC com armazenamento e rede definidos por software de alto desempenho com boa relação custo-benefício, que permitem que as implantações sejam dimensionadas de pequenos 2 nós até os 100s de servidores com a tecnologia Cluster Sets, tornando-a acessível independentemente da escala de implantação. Por meio do programa Windows Server Software Defined, o IHC foi associado a fornecedores de hardware líderes do setor para fornecer uma solução de IHC acessível e ainda extremamente robusta com design validado.

Enfim, tem muito o que conferir. Clique aqui para mais informações sobre o Windows Server 2019.

Alexandre Lima
Microsoft MVP Windows Insider, músico, marido, pai, servo do Deus vivo e entusiasta dos produtos e serviços Microsoft. Carpe Diem!